Thursday, May 03, 2012

Las "erres"

O pastorito já diz os “r” a seguir às consoantes, ainda bem... assim escusa-se de matar algumas ovelhas para pagar à terapeuta da fala.
Mas o que me preocupava era o facto de ele entrar este ano na escola e aí os catraios podiam ser terríveis perante alguém que dizia “obigado” e “um dia quero ir a Coimba”em vez do obrigado e de Coimbra…

 “Rafael, tens que ouvir o que falas…”



Ele antes namorava com uma “paticia” e hoje namora com a “patrícia” e na certa a catraia já pode apresentar o meu filho aos pais que se chamam Pedro e Andreia, jajajaja


-----------------------------*********

El pastor aquí en casa ya dice las "erres" después de las consonantes, eso es bueno porque así se libra de matar algunas ovejas para pagar al terapeuta de lenguaje.

Pero lo que más me preocupaba, era el hecho de que este año empieza en la escuela y allí los niños podrían ser terribles ante alguien que diga "gacias" y "un día quiero ir a Madid", en vez de gracias y Madrid...
 "Rafael, tienes que oir lo que hablas..."

Él antes era novio de "Paticia" y ahora sale con "Patricia" y seguro que la niña ya puede presentarle a mi hijo a sus padres que se llaman Pedro y Andrea, jajaja ((Tradução de (castellano para portugués: Carmiña)

47 Comments:

At 6:22 PM, Blogger mfc said...

Olha que bom... compreendo perfeitamente a tua preocupação!
Os miúdos são insensíveis na arte de magoar!

 
At 1:44 AM, Blogger Claudinha ੴ said...

Tudo a seu tempo, amigo! O pastorzinho temo seu tempo para acertar suas letras. Aprendi nestes anos todos de mãe a esperar a hora de cada fruto se mostrar maduro em cada parte! Acredite,cada fruto temo seu tempo! Um beijo!

 
At 2:07 PM, Blogger Olinda Melo said...

Uma preocupação que assola os pais, a de querer que os seus filhotes aprendam as coisas na perfeição...

Razão tem a 'Claudinha' que diz: tudo tem o seu tempo e é verdade. Mas para alcançarmos esta sabedoria e aplicá-la na prática hão-de passar ainda muitas luas.

Abraço

Olinda

 
At 7:14 PM, Blogger tonsdeazul said...

Hum... parece que não vais ter muita sorte com o meu comentário, que é apenas para te deixar um beijinho. ;)
E o tempo é o melhor para o crescimento de tudo, até para a articulação das palavras

 
At 7:44 PM, Blogger Boop said...

Mais cedo ou mais tarde... as coisas vão ao seu lugar.

(abraço saudoso da Boop)

 
At 9:09 PM, Blogger Mayte said...

El tiempo no para, pero es maravilloso escuchar, observar verles vibrar :D

Besos.

 
At 12:05 AM, Blogger rosa-branca said...

Meu amigo qualquer dia o Rafael desata a dizer os erres todos e o meu amigo tem que dizer para ele parar...Pára Rafael...jajaja. Tudo vem a seu tempo uns mais cedo outros mais tarde. Beijo com carinho

 
At 12:25 PM, Blogger © Piedade Araújo Sol said...

a semana passada li um artigo no CM que focava o mesmo problema, a dificuldade dos miúdos na articulação dos erres.

sendo assim esta é uma vitória.

um beij

 
At 8:27 PM, Blogger Baby said...

Mas será que os "r" têm assim tanta importância?...de qualquer modo ainda bem que tudo se compôs,pelo pastorito pela pastora, e que me perdoem...também pelas ovelhas!
As tuas estórias dão sempre que pensar, por muito simples que aparentem ser.
Beijo do sul.

 
At 9:22 PM, Blogger heretico said...

parabéns aos pastorito. tudo boas razões...

abraços

 
At 10:42 PM, Blogger AFRICA EM POESIA said...

Gostei da visita
vim deixar um beijinho e aorei esse crescer e começar a dizer...PATRÍCIA.


beijos

 
At 2:56 AM, Blogger Salamandra said...

queda claro que la r puede provocarnos serios problemas ,

muy buen post!

saludos

 
At 2:56 AM, Blogger Salamandra said...

queda claro que la r puede provocarnos serios problemas ,

muy buen post!

saludos

 
At 11:52 AM, Blogger Carla Fernanda said...

Um assunto que merece certamente a atenção e a ajuda de pessoas capacitadas amigo.
Um bom enceminhamento foi dado na hora correta e fico feliz que tudo possa ser resolvido.
Abraços!!!
Bom dia!
Carla

 
At 7:42 PM, Anonymous verdinha said...

Mais tarde vais ter saudades de ouvir o teu catraia a dizer queo come sadinha !
Beijinhos
Vedinha...

 
At 2:47 AM, Blogger São said...

É agradável saber novas e destas ainda mais, rrss

Um abraço a ti e ao pequeno, já agora também à mãe, rrss

 
At 10:07 AM, Blogger Laura said...

Minha nossa, a Neide com ano e meio já falava muito bem, mas ao chegar às torradas e às amendoas...Tonadas e almendoas... e sapato? papato, isso com um anito e pouco, depois o pai corrigia-a não comes a torrada se não a sabes pedir como deve ser..aprendeu logo ehhhh

está giro essa fa paticia, está todo giro e tenho saudade de ti, vou linkarte agorinha e já não nos perdemos por ai..

beijinhos

 
At 2:14 PM, Blogger Vanuza Pantaleão said...

Mixtu, meu miguinho! Saudade de ti!
Ah, trocar umas letrinhas não é tão feio assim! Ainda mais quando se trata de um pastorzinho tão charmosinho e novinho.
Errinhos, quem não os comete? Até nós, adultos, vivemos tropeçando na vida e nas letras, hahahaha.
Obrigada pela visita e muitos beijinhos...

 
At 10:30 PM, Blogger Fê-blue bird said...

As crianças podem ser muito cruéis.
Mas hoje tudo se pode resolver, não é mesmo.

beijinhos e bom fim de semana

 
At 10:51 PM, Blogger Ana Tapadas said...

Só tempo é o grande mestre. As mães, nós, sustentamos a vida.
Uma ternura de post.

bjs

 
At 1:13 PM, Blogger Fa menor said...

Muito bonito :)

As crianças são uns amores ternurentos quando nessa idades.

Mas tudo tem o seu tempo e há um tempo para tudo...

Bjos

 
At 6:21 PM, Anonymous Patty said...

como o Rafael está crescido... boa sorte para esta nova etapa!
confesso que me delícia ouvir os mais pequenos a tropeçar no português... não são esses os momentos que muitas vezes recordamos da nossa infância e da infância dos nosso filhos? a seu tempo eles irão aprender a falar "bem"...

uma beijoca desta "paticia" para o rafael!

 
At 8:25 PM, Blogger Nilson Barcelli said...

Pior é tlocar os erres pelos eles... os catlaios ficam com muita glaça e não há pastolas cuja pleocupação lesolva o ploblema...
Calo amigo, tem uma boa semana.
Ablaço...

 
At 1:04 PM, Blogger Rafeiro Perfumado said...

Para além de que não seria giro ele apresentar-se como AFAEL! ;)

 
At 5:03 AM, Blogger Canto da Boca said...

A preocupação é inerente aos pais. O melhor de tudo é que o tempo e o amadurecimento, na maioria das vezes resolve aquilo que não temos muita influência.

Abraço!

;)

 
At 3:25 PM, Blogger Secreta said...

E tudo fica bem , quando acaba bem!!!! :))))))
Beijito!

 
At 1:37 AM, Blogger Patricia Viviana Chiquinquira Ferrer Mavarez said...

buen post, saludos, siempe es bueno pasa por aquí ;)

 
At 3:17 AM, Blogger SAM said...

Mixtu,

As crianças são encantadoras e o seu texto ficou um encanto (mesmo com a preocupação que o levou a escrevê-lo).


Abraço

 
At 7:43 AM, Blogger TriniReina said...

Y con lo crueles que suelen ser los niños... Menos mal que tuvo una buena y paciente profesora.

Saludos

 
At 5:35 PM, Blogger aflores said...

Os miúdos são levados para a brincadeira e não só.

Abraço grande!

Tudo de bom.

 
At 10:40 PM, Blogger R. said...

Há pequenas conquistas que permitem avanços de gigante! :)

 
At 2:54 PM, Blogger Claudinha ੴ said...

Olá! Voltei e lhe desejo uma ótima semana!
A propósito, esta foto é do pastor e do pastorito? Linda foto! BJ

 
At 8:01 PM, Blogger © Piedade Araújo Sol said...

boa semana!

beijinh

 
At 12:19 AM, Blogger rosa-branca said...

Passei para ver se havia novidades e para saber se o campeão já diz as letras todas. Esqueci-me de lhe dizer que no lugar de um frigorífico cheguei a ter um garifico...portanto acontece...beijos com carinho

 
At 5:16 PM, Anonymous ditonysius said...

O "grandão" embate no mesmo problema, ... mas não se encadeia com isso; julgo que consegue aproveitar o descuido com mais facilidade, para cortejar as meninas da sala. Pelo que parece, elas não resistem ... e elas desmaiam e palpitam á sua passagem.
Estou a divagar é certo, mas noto o rubro da face das meninas, enquanto o "grandão" veste o "bibe"...

Um abraço do Canto de Cá...

 
At 3:33 PM, Blogger Carla Fernanda said...

Bom dia amigo!
Bj

 
At 3:18 PM, Blogger Dois Rios said...

.

 
At 6:51 PM, Blogger Dois Rios said...

As ovelhas agradecem. Morrer por alguns "erres" faltantes, seria deveras humilhante.
===
Comentei anteriormente, mas creio que fiz algo errado e o comentário se perdeu.

Abs,
Inês

 
At 7:47 PM, Blogger Franziska said...

Ese niño ha sido afortunado que puede poner las "erres" en su lugar.

Nunca he conseguido corregir completamente un cierto frenillo que se produce cuando en mitad de una frase me encuentro con un juego de dos consonantes seguidas, como sonidos gr, sangriento, ese sonido gri no consigo emitirlo con toda claridad, cualquier consonante unida a una r o l, siempre que esté en el centro de la palabra. Emito un sonido que recuerda mucho a la r francesa.

 
At 11:44 PM, Anonymous Anonymous said...

_____________________________


Um dos meus filhos, também tinha esse probleminha... Corrigiu-se, também, sozinho! Hoje fala muito bem, sempre foi orador de todos os cursos que fez...Parabéns ao seu pequeno!


Beijos de luz e o meu carinho...

Zélia(Mundo Azul)

____________________________

 
At 10:14 PM, Blogger luadecristal said...

com tempo e força de vontade a tudo se chega, até aos rrrr
bjs

 
At 7:44 AM, Blogger BlueShell said...

Oh...há quanto tempo eu não te "via"...
Lembras-te de mim??? Não??? Oh...que mau!

Eu sou a BLUESHELL...ah...já lembras!!

Amigo meu: o Rafael é teu filho? Tem calma....com tempo tudo vai ao seu devido lugar! E concordo com a "Claudinha" também. Tudo tem o seu tempo.

Besos...
BShell

 
At 11:36 AM, Blogger Mariazita said...

É uma grande alegria para os pais quando os filhotes começam a falar "direito", mas a gracinha de os ouvir falar "espanholadas" perde-se para nunca mais...
Há sempre os dois lados da moeda...

Bom fim de semana. Beijinhos

 
At 9:56 AM, Blogger Francis said...

Outubro 2012, hum?
Quando regressares a novembro 2011 conta-me como foi...
A crise já passou ou ainda vou ter que comer ervilhas mais 12 meses?

 
At 5:16 PM, Blogger Concha Pelayo- Spain said...

Cuando era niña no pronunciaba la erre y sufría enormemente cuando tenía que decir alguna palabra que la incluyera. Para colmo de mi desgracia, mi maestro me seleccionó un día para participar en una obra de teatro y mi personaje no pronunciaba la erre. Yo, ingénua de mí, pensaba, pero porqué me elige a mí, precisamente que no digo la erre. Pues por eso mismo. Pasé mucha vergüenza mientras el público reía divertido.
Con el tiempo, aquella dificultad la superè. Un abrazo castellano.

 
At 4:52 PM, Blogger ~pi said...

o-rato-roeu-a-rolha-do-garrafão do-rei-da-rússsia-que-andava-em guerra-com-a-inglaterra

...desde que postaste de certeza houve uma evolução acertiva en "las erres", de qualquer modo fica a lenga-lenga, neste belo dia 13 de novembro.

para treinarem e rir, juntos, que faz cócegas na língua:-)



abrrrrrrrrrraço duplo






~

 
At 6:49 PM, Blogger alma said...

Las ovejas estarán contentas :)

 

<< Home

António Vega-Lucha de gigantes

_______________________________________________25.000 visitantes (Anterior counter),
ecoestadistica.com