Thursday, September 18, 2008

Por favor, pasar a comentarios para leer - en portugués e castellano - el post

139 Comments:

At 12:00 PM, Blogger mixtu said...

No Sabugueiro não há escola secundária por isso quem tinha mais posses possibilitava aos seus filhos irem estudar para a cidade mais próxima, assim aconteceu com o 3º filho do meu pai,

Não havia transporte escolar, 7 km a pé pelos caminhos feitos pelos javalis ou 12 km por estrada, mas por aqui poucos eram os quilómetros percorridos a pé pois apanhava-se facilmente boleia,

Um dia, no final das aulas um amigo, o Pica-o-Boi (hoje policia em Lisboa) deu-me boleia de motorizada, a meio da viagem parou junto à Aldeia da Serra, na curva da ferradura, local onde estavam umas meninas, normalmente, uma loura e uma morena,

O meu amigo dirigiu-se à loura, de peitos fartos, ancas parideiras e perguntou-lhe:
Quanto custa uma viagem à Lua?
Não me recordo o preço do bilhete, apenas que me foi ordenado para ficar a guardar a motorizada, quanto vergonha passei, naquele dia todos os carros que passavam me pareciam de gente conhecida,

No outro dia fui chamado ao Director da escola, muito preocupado perguntou-me:
Usaste preservativo,
Não…

(Desde quando é necessário preservativo para guardar uma motorizada de um amigo enquanto ele vai à Lua?)

* no 2º comment, traducção de Galatea,

 
At 2:44 AM, Blogger galatea said...

En Sabugueiro no hay escuela secundaria, por eso quien tenía más posesiones podía educar a sus hijos en la ciudad más cercana. Así aconteció con el 3º hijo de mi padre.

En ese tiempo no había transporte escolar, 7 kilómetros a pie por caminos hechos por los jabalíes o 12 kilómetros por carretera. Pero por aquí poco eran los kilómetros que se caminaban, pronto se conseguía ser llevado en coche por alguien.

Un día, a finales de clases, un amigo, el Lo Pica-Buey (hoy vigilante en Lisboa) me llevó en su coche. A mitad del trayecto paró en la Aldea de la Sierra, en la curva de la herradura, lugar donde estaban unas niñas, una rubia y una morena.

Mi amigo se dirigió a la rubia, de pechos grandes, caderas parideras. Y le preguntó: Cuánto cuesta un viaje a la luna? No recuerdo del precio del pasaje, sólo que me fue ordenado quedarme junto al vehículo. Qué vergüenza pasé! Aquel día todos los coches que pasaban me parecían de gente conocida.

Al otro día fui llamado por el Director de la escuela, muy preocupado me preguntó: usaste preservativo? ...

(Desde cuándo es necesario el preservativo para cuidar el coche de un amigo mientras él va a la Luna?)

 
At 3:24 PM, Blogger Sophiamar said...

Guardado por ti, o teu amigo viajou tranquilamente até à lua.Em boa companhia pelo que nos contas. Tu,qual constantino, guardador de sonhos, ali ficaste à espera que o Pica-o-boi realizasse mais uma das suas sonhadas viagens
Afinal, diz-me, já há escola secundária no Sabugueiro ou os miúdos ainda fazem essa viagem?
Besitos

 
At 10:29 AM, Blogger Boop' said...

eh eh eh
E porque não te escondeste atrás da moto?!?

As viagens à lua às vezes saem muito caro... mas outras...
Ou será que são as viagens ao fundo do mar que são gratuitas e recompensadoras?
Ou será que era ao cume da montanha?!?

 
At 12:19 PM, Blogger legivel said...

... tenho de admitir que com uma motorizada daquelas como imagem de marca do amigo Pica-o-Boi, qualquer mulher ficava a ver estrelas. Ele era um pouco mais exigente, mas enfim; cada um é para o que nasce mas o que interessa é que este post sobre astronomia está um must...

abraço.

 
At 12:35 PM, Blogger fgiucich said...

Es que los viajes a la Luna pueden deparar muchas sorpresas. Abrazos.

 
At 5:39 PM, Blogger Yessi said...

Un viaje a la luna muuuuuyyyy comprometedor querido Mixtu.

Besos y abrazos con mucho cariño.

 
At 6:19 PM, Blogger Teresa Durães said...

linda história!! (desconfio que, com o fecho das escolas a torto e a direito por razões economicistas, hão-de haver muitos que não necessitarão do uso do preservativo)

ehehehehe

beijos

 
At 6:42 PM, Blogger Gi said...

A risota que vai para aqui depois de ler esta história :o) . Eles viram estrelas tu viste navios. Eu sei que nestas coisas não há horas marcadas ... mas caramba o teu amigo começava cedo não? :)))))


Beijinhos (ainda a rir)

 
At 7:32 PM, Blogger Rui said...

Com este texto, fui ao céu e vim. Livre como um passarinho.

Abraço à 5 de Outubro.

 
At 9:48 PM, Blogger inês said...

que delicia de história, santa ingenuidade!

há mais?

 
At 10:02 PM, Blogger Papoila said...

Querido Mixtu:
Há muito que não via uma foto de uma Casal tão bela... Ficar de sentinela à mesma enquanto o Pica o Boi ia à lua... fez-me ir às lágrimas de riso...
Já não deve haver motorizadas destas no Sabugueiro e concerteza há escola secundária...
Será que os meninos já sabem usar o preservativo para viajar?
P.S. O Mixtu precisa desta técnica de marketing de leitura? Esta de passar a comentários para ler o artigo? Ou é anti-marketing?
Beijos

 
At 10:31 PM, Blogger Natasha said...

Hola Mixtu!

no sabía que a "eso" tan bonito en otras circunstancias llamaban "viaje a la luna" un interesante eufemismo... con un final comprometido

Gracias amigo mío, te dejo besos de cariño

 
At 11:14 PM, Blogger Haddock said...

mixtu, essa já me tinhas contado!!
mas que privilégio ficar a guardar uma "casal"... só a fama que isso dá!

e é verdade: passam menos despercebidas as meninas, do que os clientes que estacionam ao pé delas, nem que seja só para perguntar o preço da viagem.

 
At 11:14 PM, Blogger Haddock said...

ah, e para a contabilidade:

abraço anárquico!

 
At 11:58 AM, Anonymous Intimo Misterio said...

eheheheheh olha que o outro teve de vender o triciclo ;)

Um puto de 6 anos pergunta ao pai
- Pai a minha namorada tem 5 anos, pode engravida?
Diz o Pai:
- Claro que nao!
Diz o Puto:
-Aiiiiiii aquela puta com a historia do aborto fez-me vender o triciclo! ;p

Beijinhos

www.intimomisterio.blogs.sapo.pt

 
At 1:31 PM, Blogger naoseiquenome usar said...

Ahahaha!!!
Fantástico.
mas afinal quem é que foi à Lua? O amigo com a loira de seios fartos e ancas parideiras ou o guardador da "casal"?. Eu escolhia a última, até por razões óbvias.
E...
"use sempre preservativo" (aproveito para fazer campanha).

Um beijoooo

 
At 3:39 PM, Blogger un dress said...

mas que vocação de guardador...!!


guardador de rios

guardador de rebanhos

e... last but not least,


guardador de casal!



/ quanto ao preservativo...bem,

nesse caso, só se fosse...

um saco na cabeça...(?)

ou

então, um preservativo mental...!!

/que deve ter sido uma dura

guarda...!


:)))

 
At 6:06 PM, Anonymous Credendo Vides said...

Buena pregunta, la verdad es q no sé si los astronautas llevan preservativos para viajar a la luna. Pero la nave espacial debe tener un recubrimiento de varios cientos de miles de preservativos no?jejejeje.
Saludos desde el Inframundo.

 
At 7:10 PM, Blogger missixty said...

Ahahah! Está demais! Já me fez lembrar a do peru!eheheh
Se fosse homem nunca empreenderia nesse tipo de viagens...mas cada um sabe da sua vida!

 
At 8:55 PM, Blogger Mina said...

Há trabalhos mesmo desagradáveis... mesmo para amigos :)
Bjs!

 
At 10:56 PM, Blogger joaninha said...

Ai Mixtu! tenho ouvido chamar muitas coisas... mas essa de ir à lua... é demais!!!
São muito imaginativos os naturais dessa zona...
Adorei!
Beijitos

 
At 11:31 PM, Anonymous su said...

O meu tio, lá na aldeia, na Fresta, também tinha uma motorizada dessas. recordou-me também outros tempos...Não as palavras mas desta vez a imagem apelativa logo ao início.
Uma viagem à Lua?! Pica-o-Boi?! Nomes e expressões tão caricatas mesmo à Guimarães Rosa. Amigo, dava para um livro de memórias! Bem engraçado!

P.S. O Sky não tem uma Skya, como te respondi lá na Teia. É pena...

Beijos em fio.

 
At 12:03 AM, Blogger Azul said...

Hermosa historia...un biko enorme!!!

 
At 2:39 AM, Blogger ::: Isis ::: said...

Que ternura me parecio tu cuento... viajes a la luna?? jajaja

Muy bueno el cuento.

Cariños!

 
At 9:35 AM, Blogger tonsdeazul said...

Mixtu, olá
Deixa-me dizer-te que esta tua história está deliciosa! Adorei.
Gostei dos pequenos pormenores, dos nomes, de toda a descrição e envolvência. Simples, inocente e bem humorada. :)
Um abraço

 
At 10:19 AM, Blogger Baby said...

Ah!...vais a essa lua? E eu que pensava que ias à lua, lua mesmo!Até te ia perguntar se tinhas aguentado os treinos (horríveis) para viajares de foguetão...
Bom, mas à falta de melhor, espero que te divirtas, com a loira ou a morena?
Obrigada pela caneta de escrever..., mesmo sem ser de oiro.
Abraço, verde, encarnado e amarelo!

 
At 3:22 PM, Blogger eremita said...

Mixtu, k história.
Ri e ri...~estas "coisas" de homens como eram entendidas...Felizmente os tempos mudaram.
provavelmente a boeia de teu colega já trazia...água no bico.
Fraterno abraço.
Aproveito para te dizer que acabei de colocar um novo post.

 
At 5:39 PM, Blogger Boop' said...

Eu e o capitão gostariamos de uma sugestão para beber...
Um copo de vinho...
Tinto!

 
At 7:12 PM, Blogger Carmiña said...

¡Vaya Mixtu! esta vez me has hecho reir.
te mereces tu abrazo europeo por esta historia tan singular

 
At 10:02 PM, Blogger Isabel Romana said...

Delicioso viaje, aunque tú pasaras vergüenza... Saludos cordiales.

 
At 10:52 PM, Anonymous Anonymous said...

Nem de propósito! O meu irmão teve uma, muita parecida com esta, que acabei herdando e posteriormente partido os cornos nela... Embora tivesse usado o capacete na cabeça ao invés do preservativo :-)))
Tens sorte. Se fosse nos tempos de hoje terias que fazer uns 50 quilómetros até à escola mais próxima (ou então pedias boleia a essas ambulâncias que andam agora na estrada com bombeiros a fazer partos... sem esquecer buzinar a saída para não acabarmos em Badajoz).
... Ah, e uma vez cometi a proeza de fugir à Brigada de Trânsito montado numa "gaja" dessas!!!
O Cavaco também chegou a andar numa. Mas o vento nas bochechas dava-lhe cabo das gengivas.

1 abraço republicano
Francis dos Churrascos (o original).

 
At 6:10 AM, Blogger Menina do Rio said...

Parece que revejo parte de minha infância, quando fazia um percurso desses para ir a escola. E as caronas nem sempre eram na boléia (aqui pra nós, cabine de caminhões); a gente ia era em cima da carroceria, mas tb pegavamos carona em carros de boi e carroças. Mas tarde vieram os ônibus cedidos pela prefeitura local, mas eu já não peguei esta época.
Quanto ao uso do preservativo, tirando a vergonha que todo adolescente provinciano sente; a minha cisma é: Sabe-se lá o que fizestes com a moto enquanto a guardavas....

hauahauahuahuahauahaua

beijinhos

 
At 1:21 PM, Anonymous utopia said...

Toino Migas foi a um baile!
Passou água pelo cabelo, pescoço e sovacos. Vestiu uma camisa ás riscas coçada no colarinho, calças e um casaco, que o sol já marcou.
Feridas testemunhadas pelo sol de tanto juntar o sal nas salinas, estão escondidas sob as botas engraxadas, escondendo anos de uso….
Toino Migas comeu qualquer coisa, puxou a porta e saiu.
Bicicleta em punho, pedalou de sorriso na face, sonhando com algo que aguarda á um tempo. O suor começa a correr na testa. Com a mão dá um jeito á boina e os riscos de suor desaparecem.
Toino Migas chegou!
Há amigos, compadres, conhecidos. Há comadres, conhecidas e outras que não se importa de conhecer.
A musica já toca. Já dançam… Há combinações, piscar de olhos, olhares e gestos.
Está calor… Toino Migas contínua a suar… Será de tanto ter pedalado? Ou será de ansiedade?
Toino Migas tem os olhos arregalados. É um regalo ver saias, pernas, cinturas, ancas, peitos… Os olhos, o corpo não disfarçam tal ansiedade.
Percorre o recinto… umas vezes mais rápido, outras mais lentamente… ou parando para olhar… É um regalo ver saias, pernas, cinturas, ancas, peitos….
Vem aí outra moda!!!! … É agora?...
Toino Migas não teve tempo para combinações, picar de olhos, olhares e gestos…
Está triste!... Mas torna a percorrer o recinto, desta vez mais devagar. Á que prender a atenção, á que se fazer notar, afinal uma camisa ás riscas, calças e um casaco, devem servir para alguma coisa….
Ela olhou!!!...
Será para mim????
Ela esconde a face e torna a olhar, como quem diz “Sim!”
Toino Migas está em ânsias, tem o coração a sufocar, o suor voltou. Está a sorrir!!!!
“A menina dança?”
Há timidez … mal se mexem, mal se falam…De corpos colados, um borbulhar silencioso de perguntas, respostas, sentimentos.
A modas? … Quantas foram? Quais foram?
As badaladas vão batendo… o tempo passa… os amigos, compadres, comadres, conhecidos, conhecidas e outras que não se importava de conhecer começam a dispersar. Recolhem aos seus…
Toino Migas também terá de ir, mas… há algo pendente, que aguarda…
Toino Migas pergunta “De onde é?” Fica em caminho. E mesmo que não ficasse…
Oferece companhia. De bicicleta em punho continuam num borbulhar silencioso de perguntas, respostas, sentimentos.
Passam casas, amanhos, currais, carreiros. E foi ali, naquele palheiro de pasto, em cima de crutas de milho, que dois corpos se mexem, num frenético prazer carnal.
Toino Migas teve o que aguarda á um tempo… Ela satisfez uma curiosidade, que apenas conhecia de segredos contados em paródias.
Toino Migas foi a um baile!

 
At 1:43 PM, Blogger Eli said...

Ficaste a saber wuanto custa ver os outros viajarem até à Lua!

ahahahahah

:)

 
At 1:48 PM, Blogger mixtu said...

Utopia...
O Toino foi a um baile e enamorou-se por uma moçoila e foram para um palheiro...
yayaya
Gosto desse Toino com a sua bicicleta, mola nas calças para não sujar as calças no óleo da cremalheira...
só não entendi a parte dos corpos de mexerem... deviam estar a fazer fardos de palha ou a recolher as maçarocas do milho...
Bem... e se não for pedir demais... desejo ler (eu e alguns amigos que insistem em ler os comentários) mais seus escritos quer sejam utópicos ou reais...
escreve como utopia, sinto no cheiro das suas palavras um cheiro a alecrim, logo é moçoila na certa... assim queda por aqui um beijinho europeu...

 
At 2:08 PM, Blogger Caiê said...

AH AH AH AH!!!!

Fenomenal, a historinha! :) Besitos.

 
At 2:43 PM, Blogger Boop' said...

Entre a mota e o palheiro sentava-se uma menina.
Olhava o jovem perto da mota, as suas feições bonitas, o rosto de pele quase inberbe que aquela luz das primeiras horas da manhã faz sobressair, e... teve vontade de crescer...
Sabia ela muito bem o que se passava nas costas dele e nas costas dela. Naquele palheiro que ela tão bem conhecia das suas brincadeiras infantis, ela tinha visto entrar um casal que se enrolava, nem deram pela presença dela, e dali, de onde estava conseguia ouvir gemidos... a mãe já a tinha chamado... mas nem pensar sair dali agora!
Volta a olhar o jovem. Parece inquieto. Será que reparou nela? Será que a sbe inquieta como ele?
Como queria ser mais crecida...
Ou gemidos aumenta...
A curiosidade aumenta...
Olha o jovem.
Aperta as pernas uma contra a outra na procura de sensações que há pouco tempo descobriu...

Quando? Quando é que vou crescer?

 
At 2:50 PM, Blogger mixtu said...

Boop,
Estás a tentar explicar-me o que faziam dois corpos no palheiro da utopia...
quedei mais esclarecido, o palheiro tem um grande senão... não se tem as estrelas como testemunhas, excepto se o palheiro não tiver telhado...
sim, senhor... isto promete...
cuidado é com o lavrador e proprietário do palheiro...
yayaya
beijinhos europeus

 
At 2:50 PM, Blogger Eli said...

Só agora li o comentário que me antecedeu...

Consigo vislumbrar que nessas coisas tudo continua como dantes, embora queiram dizer o contrário... a maneira de olhar para as coisas é que é diferente?! Sim, mas hoje há telemóveis, internet... mas acaba por ser a
mesma coisa... o que se passava em palheiros e no meio do milho continua a passar-se...

Enfim...

Utopia, força! Escreve mais coisinhas!

:))

 
At 3:36 PM, Blogger Eli said...

Sente-se uma névoa de charme natural por aqui!

Eh Eh

:))

 
At 4:17 PM, Blogger fab/ said...

Bella historia Mixtu..
compartimos elmismosviaje, claro..
Te dejo besos -1274-
Cuidate mucho mucho

 
At 6:39 PM, Blogger Delfim Peixoto said...

Que saudades da CAsal... É um icon
abraço

 
At 6:56 PM, Blogger Haddock said...

...
se promete!!

a moçoila da utopia não me é estranha... mas pode ser confusão. e junto-me aos curiosos deste calhau!

mna. boop, mui bien!!!
e a mãe da menina que se ponha a pau, que tem ali uma bela encomenda!!

isto anda animado, pastor!!

abraços anárquicos!

 
At 7:24 PM, Blogger rendadebilros said...

O terceiro filho de seu pai... Do Sabugueiro o senhor... e nós aqui tão perto!!! Por isso a Serra e a Beira lhe são tão familiares... a Lua acho que também, mas não naquela altura!!!
Grande abraço.
(Os meus papéis e a burocracia implícita e reuniões... antes de começarem as aulas... que começam 2ª feira.)

 
At 8:33 PM, Blogger Boop' said...

O proprietário do palheiro... Isso já faz parte de outra narrativa!
Permite-me que a conte?

Em tempos na encosta da serra contava-se uma história.
Um homem solitário deambulava pelos recantos mais escondidos da serra. Dizia-se que falava com as estrelas, que eram elas as únicas a ouvir a voz enrouquecida pela falta de uso das cordas vocais - mas isso era uma coisa que se dizia, porque a bem da verdade ninguém nunca o ouvira, e tenho para mim que esses sons roucos eram os lobos a uivar à mãe/mulher lua.
Esse estranho homem plantara pela serra estranhos palheiros. Estranhos porque em todos eles parte do telhado estava por acabar, e mesmo por baixo dessa janela sob o céu era instalada uma solitária cadeira de baloiço... quem sabe para falar com as estrelas. Com a parte inacabada da sua vida.

Mas nem sempre tinha sido assim!
Tinha afinal sido num palheiro, ali para os lados do sabugueiro,que ele a conhecera e amara pela primeira vez.
Ninguém diria que este homem rude amava de forma tão gentil, quase delicada. Presenteou-a com toques subtis, beijos ardentes, deu-lhe tempo, o tempo necessário a quem se entrega pela primeira vez. Fe-la quere-lo, descobriu com ela uma doçura que não sabia existir. Amou-a demais naquele momento. Um sentimento que não entendeu, que o confundiu.
Sentiu que não podia perder "aquele" momento, mas como guarda-lo?
Impossivel!
Ficou com uma angústia imensa que raiava o desespero.
E abraçou-a, abraçou-a, abraçou-a, queria fundir-se com ela, que ela vestisse a sua pele, que fosse parte de si.
E quando a libertou desse abraço encontrou-a morta, morta pelo seu abraço.
Elouqueceu!

Semeou palheiros pela serra à procura dela, em todos deixou uma janela para o céu para ela poder voltar...
Acho que nunca voltou!

Por isso é tão mágico amar num palheiro... está repleto de doçura, de amor, de loucura.

 
At 9:04 PM, Blogger Haddock said...

ó mixtu, a boop está estranha...
estás a ler a prosa romanceada que ela aqui deixou??
isto saíu assim de improviso??

boop, tu e os abraços fatais...
lindo! mas explica-nos só isto: como é que a cadeira de baloiço era sustentada se precisamente se encontrava debaixo dessa janela que dava para o céu??

um baloiço num palheiro... bem, por mais estranho que seja, sempre deve ser mais fácil de encontrar do que uma agulha.
e, convenhamos, ainda bem; pois com agulhas por lá perdidas, a tarefa amorosa tornar-se-ia perigosamente mais picante...

abraços anárquicos!

 
At 9:07 PM, Blogger Claudinha said...

Olá Mixtu!
Viagem à Lua... Gostei do termo, suave, perto de uma criança, ele te respeitou. As lembranças da infância são as melhores, aquelas que guardamos embrulhadas nos panos da saudade. Não sabia que motocicleta era motorizada, pensei em alguma caminhonete, deduzi pela foto. Sua inocência era tamanha que ficou ali a guardar. Hoje em dia os meninos não têm mais esta pureza. Um beijo!

 
At 9:37 PM, Anonymous Bia said...

Para além da comicidade da história de ficares de guarda enquanto teu amigo ia à Lua, chamou-me a atenção o fato de percorreres tantos quilômetros (mesmo que alguns de boléia), para frequentares a escola secundária.

Fico a imaginar o valor que esse 'sacrifício' teve na senda que tiveste de percorrer para chegar a ser um professor de Universidade.

Um relato comovente, apesar da tônica da postagem ter recaído no cômico da situação.

Deixo-te pétalas para enfeitar o final de semana, um beijo no coração, e o desejo de que dias lindos enfeitem sempre a tua vida.

 
At 10:51 PM, Blogger mixtu said...

Boop...
Como já te disse... a tua escrita é de mestre, cá para mim tens mais do que o 5º ano dos liceus...
e como já te disse... se um dia montares um blog para te divertires... bem... referência na certa...

Haddock, a Boop escreve de improviso e te asseguro sem uma pinta de alcool,
yayaya

Gente fina a Boop... tenho é a minha bone(c)ra com formigueiro nas patas senão...

O Seu Haddock, o Gajo que sabe tudo não conhecia os dotes de escrita da Madame Boop...

e V.Exa. diz que a moçoila da utopia não lhe é estranha, comporte-se que ela não é de ir para um palheiro com marinheiros, yayaya

Fui... para a praia... hoje vou ver nascer o sol...

 
At 1:54 AM, Blogger maria carvalhosa said...

Olá Mixtu,

Episódio bem contado. A nota de comicidade encontra-se no ponnto certo.

Um abraço.

 
At 2:17 AM, Blogger Haddock said...

mixtu, mas eu já conheço os dotes literários da boop. escreve bem que se farta, a menina!!
e desta vez voou...

e até já lhe disse que os acho muito subaproveitados. vá-se perceber porque não exibe mais pérolas destas no próprio baloiço.
não que o teu calhau não seja um excelente palco, mas eu gosto é de impressionar no meu próprio umbigo.
é claro que poucos me conhecem, ao contrário do que sucede aqui com a mna. boop...

quanto à utopia, cheira-me que quem a conhece és tu... o que então faz com eu, definitivamente, não a conheça.

e eu não frequento palheiros!! alergias...

 
At 5:56 AM, Blogger niza said...

jajajajajaja excelente texto mixtu, es ahi cuando uno paga por las acciones de otros

besos azules

sigo leyendo....

 
At 9:20 AM, Blogger Boop' said...

Aviso!

é melhor sair de baixo do baloiço porque se sofre o sério risco de ficar cheio de baba!!!

Obrigada Haddock e Mixtu... sois fonte de inspiração!
Eh eh eh

 
At 9:22 AM, Blogger Boop' said...

Oh Mixtu...
O que queres dizer com um blog para me divertir?!?

 
At 9:23 AM, Blogger Boop' said...

Para "brincar"... ?!?!?

 
At 5:25 PM, Blogger Nilson Barcelli said...

Bela história.
A Casal é do tempo da Famel, da Zundap e de outras... acho que já não há disso...
Bfs, abraço.

 
At 9:56 PM, Blogger mixtu said...

Boop, foi com muita satisfação que vi um dos teus comentários aqui neste calhau publicado no teu rincón, com a nota:

"Esta história foi escrita na caixa de comentários do Mixtu - inspirada por ele, pela/o Utupia - seja lá ela/e quem for, e como continuação de outra historieta que por lá deixei. E publico-a aqui para o Haddock não se zangar comigo!!! Eh eh eh"

Assim se fazem os calhaus,,, e como se fazem os calhaus? o calhauista publica um texto (no meu caso, normalmente, non senses ou de fraca qualidade) e depois vêm todos os outros calhauistas e acrescentam algo... e assim o calhau vale por todas estas palavras, e como é bom depois de tratar do meu rebanho, chegar a casa e ler quem realmente acrescentou algo ao texto...

Fui... ver nascer o sol... e agora os senhores perguntam: mas vais ver nascer o sol com quem?! respondo com toda a sinceridade: o que têm a ver ou a haver com isso?!

Preocupado com o Haddock, julgava-o um calhauista saudável e agora quedo a saber que tem alergias... já reparei que sabe da arte de medicina e por isso nem me atrevo a indicar uma marca de supositórios para curar tal maleita...

Boop, para divertir... vossa mercê... já há muito me escreve com essa qualidade... logo os calhauistas que a visitam também têm direito a ler esse letrado...

 
At 11:00 PM, Blogger Carmiña said...

Mixtu: te traspaso un comentario que me dejaron pero que va dirigido a ti y lo copió en su blog el día 9, es de: iltulipanoblu http://patchworkroma.blogspot.com/
per mixtu:
sono italiana, sono europea, trovo queste parole "abrazo europeo:
abrazo de unión e amistad entre los povos europues e mundiales...
europa, tierra ed paz.." GRANDI, SEMPLICI, BELLE! le pubbichero' nel mio blog, grazie!
maria daniela da roma

 
At 11:43 PM, Blogger mixtu said...

Carmiña e Daniela de Roma,
em primeiro lugar muito agradecido por um comentário num blog castellano ter sido post na bella itália,,,
pois...
mas eu menti sobre o conceito de abrazo europeo... como não tinha à vontade contigo, Carmiña eu escrevi isso,
na verdade o abrazo europeo é outro:
se calhauista macho: é um abraço em que aproveito e furto-lhe a carteira, ou melhor o dinheiro, volto a colocar a dita com os documentos pois não estou na rede dos docs falsos
se calhauista fémea, um abraço, furto-lhe a carteira, furto apenas o bilhete de identidade para mais tarde recortar a foto e mandar ampliar para assim encher as paredes do quarto com fotos de meninas bonitas, tenho tido sorte... yaya, só tenho abraçado moçoilas calhauistas bonitas...
yayaya

 
At 11:45 PM, Blogger Gi said...

Só deixar um beijinho e os meus parabéns à BOOP's

História deliciosa e muito bem estruturada. Tem corpo ... e alma.


Belíssima.

Noite feliz

 
At 12:01 AM, Blogger mixtu said...

E agora, lendo os comentários no Haddock, yayaya

Haddock:
Mixtu vens de casal? então traz a pastora!!

Boop:
O Mixtu vai trazer a menina do palheiro?!?
Já estou em pulgas para a conhecer!!!!!!

Haddock:
boop, a menina do palheiro?? olha, nada de sem vergonhices de beira de estrada por aqui!!
eu referia-me à pastora, que presumivelmente é séria...

Boop:
E sabes lá se o pastor não conheceu a pastora no palheiro...

Haddock:
da pastora só sei que o convenceu a lavar a loiça do jantar, mas ele lá decidiu confundir o super pop com a super bock e a partir daí ficou de férias nas tarefas domésticas... se ela achou graça ao equívoco não sei.
mas deve ter uma paciência de santa! já reparaste no corrupio de mulherio lá no calhau do pastor??

Boop:
Ou muito me engano ou a pastora não visita o calhau... senão já tinha mandado o pastor ir pastar a vaca... com tanta declaração de amor...

Haddock:
...ao tal do corrupio não deve ser alheia a cantiga de abertura; já te disse isso uma vez. deve enfeitiçar quem por lá passa, sei lá.

Amigos, quando o Zé Sócrates deu Internet para avisar os bombeiros quando houvesse fogo, só deu aos pastores e não às queijeiras, yayaya, mas cá por casa todos têm uma paciência de "santa", até o gato... yayaya,
yaya, como se divertem com a cara de um humilde pastor...

 
At 12:05 AM, Blogger Carmiña said...

Mixtu:
creo que deberías poner una foto tuya en tu blog para asociar esos escritos tuyos con tu cara, para una te vea nada más entrar, y es que eres un caso serio.
En algún momneto escuché la frase : ¡os portugueses son muito feiticeiros! y creo que esa frase sonríe contigo.

 
At 12:24 AM, Blogger Carmiña said...

Entiendo el portugués (no me traduzcas) y escuché bastantes fados, por vivir mucho tiempo al otro lado de la frontera, donde desemboca el Miño, para ti Minho. Muy bueno eso de amar =a mar = o mar

 
At 12:28 AM, Blogger mixtu said...

Carmiña,
excelente ideia... uma foto minha e assim já acabava o "corrupio" referido pelo Haddock...
yayayay
Bem bonito, uma foto minha... yayaya, posso colocar do Brutus, o gato cá de casa que hoje deu-me uma alegria, para além de subir já desce sozinho do telhado...
yaya

 
At 12:42 AM, Blogger Haddock said...

mixtu,
mas quem foi o "vendido" do juiz que permitiu que aqui reproduzisses as nossas "escutas"??

afortunado pastor de rebanho alheio!!

podias ganhar a vida a dar lições de como gerir um calhau a expensas dos fiéis!

e nós que nos achávamos bons...

 
At 12:53 AM, Blogger mixtu said...

Haddock,
yayaya
Companheiro...
(Ai a minha vida... estar num sábado à noite a falar com um marinheiro mas quem me mandou a mim mandar uma menina para os copos...)
yayaya
Eram escutas... sabes, achei muito interessante a vossa conversa e se um dia me apetecer reler esta posta ela só quedaria completa com a vossa conversa,

E sabes que mais... sem a minha princesa aqui a controlar, agora até quedei a saber que não posso fumar pois é alérgica, o que bebes?!

 
At 1:03 AM, Blogger Haddock said...

pastor,

neste momento, perfume!!
esquecemo-nos de mandar a sopeira ao supermercado e qualquer mistela alcoólica serve.
a adega dos avós já foi desactivada faz tempo...

 
At 1:12 AM, Blogger mixtu said...

Companheiro...
Agradeço o perfume, cousa que nunca provei...
É curioso nunca bebi nada estranho, a adega do Senhor meu Pai sempre esteve aberta...
Tu não vais acreditar, agora ando a beber sumo de laranja natural com duas pedras de gelo, só espero que não me faça mal aos rins ou ao fígado...
E agora me despeço, montámos aqui na associação dos pastores da alta serra, um bingo clandestino para ajudar às obras da capela da senhora da agonia... e está na hora de eu ir abrir a sala...
Abraço monárquico...

 
At 11:27 AM, Anonymous Brisa said...

Es que hay directores que parecen no haber viajado nunca...o quizás han viajado demasiado, sin moverse del lugar...

Besos amigo, gracias por la sonrisa.

 
At 1:51 PM, Blogger =^.^= Tarina =^.^= said...

LOLOL

è destas histórias que gosto de ler...
E tu és especial aescrever...
Ok ok... lá me lembro sempre daquela história, aquela que ainda hoje me faz ler-te... aquela na Serra da Estrela em que foram dar a beijar o menino e que só no final de beijoquice reparar que tinham perdido o menino por causa dum coelho...
Olha que há coisas!!!

yayayaya

beijinho

=^.^=

 
At 4:54 PM, Blogger Boop' said...

Apanhada desprevenida com a escuta telefónica...
Mas afinal o Mixtu estava a ouvir?!?!
E será que a pastora também ouviu?!?!

Ai capitão!
Se calhar é melhor arranjarmos um bom adevogado...
(que vire isto a nosso favor e o Mixtu ainda nos vai ter de pagar por escuta telefónica não autorizada...!)
Eh eheh eh

Temos de decidir o que queremos como pagamento...
Proponho:
VINHO TINTO!

 
At 6:24 PM, Blogger aflores said...

Se fosses comprar cinco tostões de electricidade em pó...era muito pior;)

Saudações do "regressado"

 
At 7:43 PM, Blogger Haddock said...

...

boop, já viste a pouca vergonha??
isto aqui parece a monarquia das bananas!! processo em cima, claro!!
queres delito mais flagrante do que este??
se calhar até conseguimos, no mínimo, pôr-lhe uma pulseira electrónica (sim, porque isto da prisão preventiva agora ficou mais complicado...).
vinho... é pouco! mais qualquer coisa que se trinque, que andamos com fraqueza.
e, como cereja, que tal um telefonemazito anónimo à pastora a contar o que por aqui se passa, hein??

 
At 11:21 PM, Anonymous Ninfita said...

Muy buena historia, me ha causado gracia.
Besos

 
At 12:02 AM, Blogger MalucaResponsavel said...

:) maravilhosa história... :)

 
At 12:30 AM, Blogger manhã said...

esta é bem portuguesa!

 
At 2:30 AM, Blogger La Revolución de las Costillas said...

jeje
el Director debería haber preguntado "¿usaron casco?"...
Después de todo, era un viaje a la luna!.

 
At 2:50 AM, Anonymous ©õllyß®y said...

Pois é, mas não se sabe o que se vai encontrar na viagem,heheh

Doce beijito

 
At 3:16 AM, Blogger Princesa Dariak said...

jajajaja... jaja...
jajajajajajaja....
jajaaaaaa....

ja. Ok. ya.
Dulce inocencia...

abrazos de luz.

 
At 10:13 AM, Anonymous Baltasar Aceno said...

Expetacular!
Abraço

 
At 11:30 AM, Blogger Rosenrod said...

Genial historia, Mixtu. ¡Me ha encantado!

Un saludo!

 
At 12:14 PM, Blogger Nacho said...

¿Hasta en la lunaaa? No, si por eso dicen que es la profesión más antigua del Universo.

 
At 3:51 PM, Blogger Maite said...

Caro Mixtu

Ai estes directores...pensam sempre o pior!!! :)))

Bem...como é que nunca ninguém se lembrou de fazer um desfile de casais como os há de carochas???? Penso que toda a gente tem uma história gira para contar com essas motorizadas :)

Uma boa tarde para si

P.S. queria agradecer à Galatea uma explicação ali num post anterior

 
At 7:02 PM, Blogger Ana S. said...

Ó que injustiça tão grande... o outro diverte-se e tu é que levas raspanete! lol
Sempre são recordações divertidas.
Besos

 
At 8:41 PM, Blogger Boop' said...

Então a Utopia vem cá deixar uma história destas e depois não volta?

Com'é qu'é?!?!?!

 
At 11:17 PM, Blogger MAYA said...

Mixtu: Te he dejado en mi blog un suspiro de un deseo para ti.

Un abrazo,

Maya

 
At 4:09 AM, Blogger Freyja said...

me encanto la historia y su inocensia en el viaje a la luna
te dejo muchos cariños y que estes muy bien, una linda semana
gracias por tus saludos y tu compañia
mil besitos


besos y sueños

 
At 8:14 AM, Anonymous Trini said...

Es que hay preguntas mal pensadas e igualmente inoportunas...

Cómo dice mi hijo: "Cuando quiero que me vean, nadie me ve. Y, cuando quiero pasar inadvertido, me ven todos...

Un abrazo

 
At 10:30 AM, Blogger vida de vidro said...

Texto delicioso e revelador de uma realidade, ainda hoje, muito comum.
Voltei. **

 
At 2:46 PM, Blogger antónio paiva said...

.........

Pois, vivi pessoalmente a primeira parte da história, aos 10 anos de idade comecei a percorrer todos dias a pé o caminho entre o Travasso e a Ferreira em Poiares, para iniciar o ciclo preparatório, no seminário que agora é lar de 3ª idade(o que eram no mínimo 12km a penantes). A viagem à lua cada um tem a sua...

lol
.......................

Abraço

 
At 5:09 PM, Blogger rendadebilros said...

Buens tardes...
Então essas férias não acabam?
Se quiseres passar pelo meu blogue e recolher um Prémio que lá está para ti...é todo teu.
Um abraço.

 
At 7:21 PM, Blogger Baby said...

Na tens vergonha de já ir no 46º?...Mas o que se há de esperar dos homens? No fundo, no fundo, sei que é tudo conversa e que ainda te lembras do 1º beijo...só não lembras a côr dos calções que vestias...ya ya ya...
Abraço!

 
At 1:58 AM, Blogger Teresa Durães said...

(este método de leitura de post em comentários... nã!!! ler 90 e tal para saber se há desenvolvimento... tem dó!!!)
vá lá, um beijo

 
At 5:28 PM, Blogger Baby said...

Pois, querido Mixtu, estás perdoado, já que ainda te lembras dos nomes das quatro que foram o teu 1ºamor...
Beijinhos

 
At 7:10 PM, Blogger Belzebu said...

Realmente não faz sentido, usar preservativo para guardar uma motorizada. Quanto a ir à lua, acho que sempre tive alma de astronauta, mas não embarco em qualquer nave!

eheheh!! Aquele abraço infernal e monárquico!

 
At 9:21 PM, Anonymous escorpyana said...

Humm,que lindo ir a lua,pena que vc so ficou na terra ne...srsrs.Mas vc ta sumido ne,apareça.tenha uma semana deliciosa,de preferencia indo a lua...srs.
beijusssssssssss

 
At 5:30 AM, Blogger Paulina said...

Jajajaja pobrecillo :(
Que historia tierna Mixtu ya te imagino ahi paradito con cara de afliccion :)
Besitos ...

 
At 9:34 AM, Blogger Boop' said...

Mixtu...

(estou a escreverr só para ser o 100... não tenho nada par dizer...)

Ora! ..


.........
.........
.........

hmm.....

........
........
.......

Está vistto! Preciso de posst novo para comentar!

 
At 12:23 PM, Blogger david santos said...

Mixtu, eu que pensava não ser nada saudosista!
Com essa motorizada, matas-me! Fiquei cheio de saudades do tempo em que essas motos andavam por todo o lado. Eu também tive uma. Não era da mesma marca, Casal, mas era uma maravilha!
Naquele tempo não havia frio que me pegasse. Agora ando de samarra, até para ir ao café. E mesmo no tempo de calor!
Que saudades, Mixtu, que saudades.
Tenho o dia estragado!
Parabéns, Mixtu, por nos mostres uma verdadeira relíquia.
Abraços

 
At 7:49 PM, Anonymous Fusa said...

Me encanta tu sentido del humor, gracias por la sonrisa que has dibujado en mi cara.

Abrazo de reencuentro ;-)

 
At 9:45 PM, Blogger Haddock said...

mixtu, esta "queca" é para ir aos 200??
ou estás à espera que a boop revele o relatório clínico do homem do palheiro??

 
At 11:09 PM, Blogger Boop' said...

Pois... ir para os copos com comprimidos é que não pode ser...

 
At 11:13 PM, Blogger Haddock said...

...

mixtu, chega-te para lá, que eu quero falar ali com a mna. boop.

ó mna. boop, eu nem esses contei... e se a insinuação é a de que somos amaricados, cuidado com o baloiço!!!

e nunca mais te fazemos confidências... isto de confiar em psis tem muito que se lhe diga!!
volto mas é ao padre aqui da paróquia que, de tanto beber cachaça, no dia seguinte, por mais que queira, não se lembra de nada e, entretanto, sou absolvido dos poucos pecadilhos que vou cometendo!

oras!!

abraços anárquicos para vossas mercês!!

 
At 11:37 PM, Blogger Haddock said...

boop, deixaste um "A" pendurado...
não foste apanhada por nenhum raio, pois não??

é que então nunca mais vamos conseguir dormir um soninho descansado a pensar no que queria a mna boop dizer a começar por "a"...

quanto ao corrupio de mulherio - e agora que te penitenciaste de forma humilhante (e amuada) -, ele contribui para a imensa graça deste calhau!!

...
que dava um belo dum case study... (para desocupados...)

bem, o nosso se calhar também, que não podemos ficar atrás do pastor!!
embora, ultimamente, o nome do senhor em vão tenha ganho ligeira vantagem em esperteza, pois não faz praticamente bulhufas e tem sempre a caixa a engordar a expensas alheias!!!

mixtu, ingenuidades... quero largar o prazac e resolvi experimentar o "tapete preto!!

 
At 11:41 PM, Blogger Boop' said...

Capitão...
demasiado rum?

estais por acaso esquecidos das escutas telefónicas?!

... e logo eu que ando hà meses para conseguir dar uma festa nas barbas do capitão!!!!

 
At 11:42 PM, Blogger Boop' said...

Que fique claro que escrevi antes de ler o Haddock aqui em cima...

É que me derreti com o tapete pretro...
;)

 
At 11:59 PM, Blogger Haddock said...

...

ahh bom!!!
é que estou a água...
porque a trabalhar.. nos intervalos!!

mixtu, definitivamente quero participação nos lucros deste calhau!!!!!

 
At 12:28 PM, Blogger su said...

As palavras tanto arma como desarmam...é bem verdade...depende sempre da intenção.

Um beijo da Teia.

 
At 8:47 PM, Blogger Papoila said...

Querido MIXTU!
Parabéns pelo prémio schmoozer blogger que a nossa amiga renda do que conversa! te atribuiu! Se há blog que promove a conversa interbloguistas é o MIXTU!
Sabes que gosto de teu blog não sabes?
beijos

 
At 9:55 PM, Blogger Baby said...

Como vai o "meu " Professor Convidado preferido? Ainda no Sabugueiro?
Beijinho...

 
At 12:10 AM, Blogger leituras said...

De facto... "desde quando é necessário preservativo para guardar uma motorizada?"... Boa pergunta essa.

Obrigado pela visita.

Boa semana

 
At 12:38 AM, Anonymous Bia said...

Sem nova postagem para deliciar-me, deixo-te pétalas perfumadas, um beijo no coração, e votos de um alegre e ensolarado final de semana.

 
At 9:42 PM, Blogger Mel said...

Deliciosa esta história!
Quanto não vale termos amigos que nos guardam as posses enquanto vamos à lua!
Beijocas

 
At 11:37 AM, Blogger ZezinhoMota said...

Obrigado por logo de manhã me ter feito rir por causa da mota e do preservativo.

Está mesmo boa...

Um feliz Outono para si e familia.

Um abraço.

ZezinhoMota

 
At 1:18 PM, Blogger Lágrima del Guadiana said...

Lo bonito es traspasar la barrera del idioma, Mixtu. Disfrutaré de tus entradas tal y como salgan de tus dedos...

Un abrazo

 
At 7:52 PM, Blogger Claudinha said...

Amigo, voltei para perguntar, se for da vontade responder, porque publica o texto nos comentários?
Beijo!

 
At 1:09 AM, Blogger mafalda said...

Olá Mixtu,

Estória simples, divertida, bem contada, com um final anedótico. Condimentos adequados a um texto de sucesso, portanto!

Estou de volta, mas cheia de trabalho. Falta-me tempo para escrever e para visitar os blogues dos amigos que gosto de ler.
Problema meu, eu sei: tenho que arranjar mais tempo.

Abraço bem português.

 
At 1:56 AM, Blogger Mar said...

Ternuraaaaaaaaaaa.

Viaje a la luna? :)

Beijossssssssss, mi corazón

 
At 11:57 AM, Blogger Mac Adriano said...

A guardar a mota? Oh, valha-me Deus!!! Então quem é que guardou a morena?

 
At 4:35 PM, Blogger Fúria das Águas said...

Imagino quanta vergonha passou e nem a lua teve o direito de ir, que maldade kkkkkk.
Um beijo querido Mixto
Furia

 
At 5:24 PM, Blogger Bohemia said...

Los viajes a la luna son para los más osados y para los lunáticos...

:o)

Bss

 
At 9:23 PM, Blogger MaleNa - La Porteña said...

Me enamore de esta historia :)
Quiero viajes a la luna colgada del cielo, vuelos por el mar, sueños en papier maché, me ilusiona leerte.

J'adore querido compañero del alma.

 
At 10:18 PM, Blogger MAYA said...

Mixtu: Desde nunca. Pero ese vuelo a la Luna con la rubia debe haber sido hermoso. Que amigo tan soñador y que niño tan obediente.

Me fascina leerte. Me llevas por parajes muy especiales.

Lo mejor para ti, Mixtu. Un abrazo desde mis montañas.

Maya

 
At 12:04 AM, Blogger su said...

Bem, pelo que me apercebi pelos comentários mais alguém te deixou o prémio SCHMOOZE...ora, ora, ora...na Teia acabei de te atribuir o mesmo prémio! para o levares quando quisesses...apesar de já ter reparado que não ligas muito a essas coisas! ;)
Seja como for, está lançado, está lançado! :)

E deixei resposta na teia, também, ao teu comentário último.

Um abraço aqui da menina da terra que vive na cidade!

 
At 1:58 PM, Anonymous utopia said...

MONTEMOR O VELHO

Saias
compridas
Saiotes
Aventais atados com belos laços
Canos nas pernas
Descalços
Os pés
Espinhos cravados
Feridas teimosas em sarar
Sofridas a cada toque
A cada passo dado
Duas horas de caminho
Quilometro lar/campos
campos/lar
Saída noite
Volta noite
Duas horas de caminho
Todos os santos dias
Fora o Domingo
Dia de Missa
De "Sr. Padre a benção"
De rezar o terço e pedir a Deus
Caldo de couves para amanhã
Laranjas
Casca de laranjas com broa
Toucinho, banha
Rija, gostosa
"nada como o antigamente" dizem
Sardinha
Três, quatro bocas
Galinha
Troca-se por sardinha, rende mais
ou... há doença no lar
Leite
Das vacas
Quem as tinha!!!
Ou de púcaro na mão
Vai-se a casa do leiteiro
Fortes
As tourinas
Elementar
Ou os campos tardam em lavrar
Plantações
Arroz
Água pelos joelhos
Sanguessugas
A estorvar
Que remédio continuar
Ou a jorna corre mal
Cantam umas
Segredam outras
Maldizem vida alheia
Queixas...
Pernas ao alto
Cabeça á tona de água
Mão na raiz
O arroz tem que ser plantado
ou o capataz zanga-se
Há cobras
Lagartos
Vermes
Ignorar
E ignorar
Há que continuar
Sol a sol
Dia a dia
Depois
Vê-lo espigar
Secar
E começa a colheita
Grandes eiras
De um amarelo torrado
Nesses dias duros
Sacia-se a sede com vinho
Broa e azeitonas, a fome
Gente de trabalho
Gente que brinca com um desfazer
propositado, desses belos laços
que enfeitam esses aventais
essas saias compridas....

 
At 2:35 PM, Blogger Monica said...

Amigos como ese mejor perderlos que encontrarlos, con lo bonito que es viajar a la luna en el momento menos pensado.
Querido Mixtu, te conocí pasando por las puertas de Malena y me alegra haberlo hecho, tus relatos están llenos de amor e inocencia.
Un placer haberte conocido.
Besos
PD:Cómo son las caderas parideras??me imagino que más contundentes...

 
At 6:37 PM, Blogger Cucagaio said...

A pergunta tem a sua razão de ser, pois se a loura conduzia o teu amigo à lua, certamente ficaste na companhia da morena. Que é nos contas dessa morena?

 
At 7:24 PM, Blogger Haddock said...

...

"casca de laranja com broa"???


mixtu e mna boop, eis um belo
mote!!
utopia dixit!

 
At 10:21 PM, Blogger GK said...

LOL
E ainda dizem que não havia Educação Sexual... LOL

 
At 3:36 AM, Blogger Pitufina said...

Mixtu

Algún día te contare de mi viaje a la luna…

Y lo que dejo en mí.

Un beso primaveral ( por fin )

 
At 9:58 AM, Blogger Boop' said...

Utupia

Adorei!
A cadencia...
O som das palavras que quase cantaram na minha cabeça...
Emprestaste um olhar lucido e belo a uma realidade dura!

Gostei mesmo!

(obrigado Haddock por me avisares que estava aqui tão belo texto!!!!!)

 
At 10:00 AM, Blogger Boop' said...

Ei!!!!

Olha lá...!?!?!

O que é que era "Rija, gostosa"...?????

?!?!?!?

LOLOL

 
At 10:23 AM, Blogger Entre linhas... said...

Caso para dizer,enquanto o outro ia á lua tu ficastes a contar borreguinhos lolol
Bjs Zita

 
At 1:30 PM, Blogger Boop' said...

... desculpa...

Utopia... (não Utupia...)

 
At 8:19 PM, Blogger utopia said...

Olá,

Estou muito feliz por estarem a gostar do que escrevo....

Muito obrigado mesmo.

Um dia destes, vou arranjar mais uma meia horita, para elaborar outra História de Tempos.

Um abraço

 
At 10:06 PM, Blogger paola said...

Excelente!!!!!!
has publicado? me encanta! abrazos

 
At 10:07 PM, Blogger paola said...

excelente! Adorei! voce já publicou algum de seus contos? abracos

 
At 1:29 AM, Blogger galatea said...

Recuerdo una entrevista a un consagrado escritor chileno, José Donoso, decía algo así como: el sueño del escritor es entablar un diálogo con el lector... tener la retroalimentación...
Hoy el/la escritor/a tiene esa gran oportunidad gracias a este diálogo de los bloggs.
Mixtu: cada uno de tus post te está dando la oportunidad de ejercitar la escritura conociendo desde ya el efecto en tus lectores, sin pasar por el juicio de los editores y de los críticos mediáticos, ni esperar la muerte para enterarse desde el "más allá" del éxito.
FELICITACIONES!!

 

<< Home

António Vega-Lucha de gigantes

_______________________________________________25.000 visitantes (Anterior counter),
ecoestadistica.com