Friday, June 18, 2010

Cuando se dice muchas veces una palabra...


A la sierra... además de los pastores... también los enamorados suben hasta la Torre para tocar el cielo... e intercambiar juramentos de amor...
Cuando llevaba el rebaño junto a la Laguna Comprida, escuché a una muchachita:
" Sabes... cuando se dice muchas veces una palabra, parece que ya no tiene el mismo significado. Por eso te voy a decir te adoro en vez de te amo..."
Él:
Tú, ciertamente, has oído muchas veces tu nombre... quieres que en vez de Margarita pase a llamarte Inés?
*
A Serra… para além dos pastores… os enamorados sobem à Torre para tocarem o céu… e trocarem juras de amor…
Há dias quando levava o rebanho até junto da Lagoa Comprida, escutei uma moçoila:
“Sabes… quando se diz muitas vezes uma palavra parece que ela já não tem o mesmo significado, Por isso é que te vou dizer Adoro-te em vez de Amo-te…”
Ele:
“Tu, certamente, já ouviste muitas vezes o teu nome… queres que em vez de Margarida te passe a chamar de Inês?”
*
Tradução de castellano para portugués: Carmiña

61 Comments:

At 1:13 AM, Blogger Fragmentos Betty Martins said...

._________querido Mixtu



existem palavras________que nunca nos cansa de as escutar:=)


mas___...


______________mudar de nome!!!___está aí uma ideia!!:=)







é sempre um prazer ler-TE








beijO________ternO

 
At 6:33 AM, Blogger ideas said...

cuando uno escucha lo mismo muchas veces, los oidos se acomodan a oir lo mismo... y nosotros empezamos a no oir, o no al menos, con la misma atención..

 
At 12:02 PM, Blogger Secreta said...

Concordo plenamente com o "moço" ... que treta é essa de trocar o nome ás "coisas" ?!
Bah...
Um beijito.

 
At 12:08 PM, Blogger in_side said...

se em vez de chorar

escrevo

chorar

se em vez de beber digo bebo

se em vez de nadar escrevo

nado

se em vez de tocar digo toco

se em vez de olhar

escrevo faca

se em vez de ca mi nhar

escrevo

caminhar

se em vez de estação fujo

medo

se em vez de ser faço

nada,

se em vez de margarida sou

inês,

[ dizer-escrever-

-escrever-dizer

que diferença faz?





*

 
At 3:15 PM, Blogger Ilvia said...

Acho que palavras repetidas muitas vezes só perdem sua força quando são pronunciadas de maneira banal. Quantas vezes meu nome seja dito com carinho a força disto vai continuar para sempre!
Beijos enormes querido

 
At 5:49 PM, Blogger Steki said...

De acuerdo a lo que dice la Ley de la Atracción, las palabras que envías al Universo te son devueltas: si mencionas AMOR te será devuelto AMOR. No lo crees?
Abrazo cordillerano para ti, amigo.
BACI, STEKI.

 
At 6:41 PM, Blogger Nilson Barcelli said...

A Margarida não se vai importar que lhe chames tudo, mas outro nome de mulher pode ter más consequências...

Há muito tempo que não te visitava.
Já tinha saudades das tuas histórias...

Abraço.

 
At 9:11 PM, Blogger Baby said...

Mixtu, pastor serrano,contador de histórias aparentemente simples, um Amigo capaz de criar um ambiente próprio, adaptado às necessidades dos seus amigos...bendita a Mãe que te gerou e te fez tão especial!

ABRAÇO.

 
At 3:11 AM, Blogger Paulina said...

Jijijiji bueno si fuera ella no me cansaria de escuchar te amo :D
Un abrazo Mixtu .

 
At 7:24 AM, Blogger Antona said...

Paso a saludarte y a desearte, buen fin de semana

um abraÇo

 
At 11:25 AM, Blogger Ana S. said...

Hummm... concordo. Quanto mais se diz uma palavra, mais banal ela se torna. Por isso o amo-te deve ser dito poucas vezes, porque assim há a certeza de não ser mais uma palavra no dicionário!
besos

 
At 2:32 PM, Anonymous Líder said...

Amar - ter amor a; quere bem a; gostar de; desejar; estimar...
Adorar - render culto à divindade; venerar;amar muito...
assim sendo...amo e adoro!só para manter o meu nome!

un beso

 
At 8:44 PM, Blogger Franziska said...

Seguro que ella no quería cambiar su nombre porque qué sonido hay que sea más bello que tu nombre pronunciado con afecto por la persona que amas. Pero, sin embargo, es verdad que la rutina acaba con todo.

Lo que si se desprende de tu historia es que las normas nunca pueden ser rígidas. Y, muchas veces, la excepción vale más que la norma general.

 
At 8:59 PM, Blogger Claudinha ੴ said...

hahaha, ao ouvir uma destas eu já ficaria desconsertada... Achei divertida a resposta e penso que as boas palavras têm que ser sempre repetidas...
Beijo!

 
At 11:53 PM, Blogger anatema said...

Hola amigo:

Me alegra tu visita y me alegra mucho tu vuelta porque mira que si en vez de aparecer no apareces....¿...?

Qué hubiera pasado con tus seguidores...?

Un gran abrazo.

 
At 12:40 AM, Anonymous espelhodesombras said...

Olá amigo Mixtu, a forma de se dizer que ama, ou de chamar o nome da muchacha, todas estão certas, e aí o que importa mesmo é o sentir, esse sentimento danado de dor e de amor...
Belos versos
abraços serranos
João costa Filho

 
At 12:41 AM, Anonymous espelhodesombras said...

Olá amigo Mixtu, a forma de se dizer que ama, ou de chamar o nome da muchacha, todas estão certas, e aí o que importa mesmo é o sentir, esse sentimento danado de dor e de amor...
Belos versos
abraços serranos
João costa Filho

 
At 1:37 AM, Blogger Pamela said...

Hay palabras que cansan al oído, hay nombres que uno no quisiera tener, pero la voz que los nombra puede hacer la diferencia.

 
At 12:11 PM, Blogger Isamar said...

Há palavras que embora repetidas milhares de vezes nunca caem na vulgaridade nem podemos deixar que isso alguma vez aconteça.
A amizade, mixtu, é uma delas e tu estás entre os meus amigos queridos da blogosfera.

Beijinhos serranos

Bem-hajas!

 
At 12:48 PM, Blogger Papoila said...

Meu Querido Mixtu:
Quem se cansará de que lhe soprem aos ouvido Amo-te e assim sentir o amor?
eheheheh...
Voltei de férias, o trabalho é insano...
Beijos

 
At 2:58 PM, Blogger aflores said...

Com a verdade me enganas...não é assim ó manel. :o) ou será joão?
E há coisas que nunca é demais repetir :)

 
At 4:27 PM, Blogger Delfim Peixoto said...

grande verdade escreves...
nota-se que não usas óculos...; vê-se que vês bem as coisas e que afinal conseguiste subir a cerca...
Mas, como tudo na vida, nem todas as cercas são inultrapassáveis...
Abrço Luso,

 
At 5:09 PM, Blogger tonsdeazul said...

Não. Continua a chamar-me como sempre me chamaste. :)

 
At 3:12 AM, Blogger escorpiona said...

No hay que dejar que la rutina nos gane la partida...hay miles de formas de decir TE AMO...nos toca descubrirlas

Saludos

Chau

 
At 8:26 AM, Blogger Meret said...

La triste rutina es asi...

Besos

PD; de nuevo por estos lares

 
At 10:45 AM, Blogger MentesSueltas said...

Hola Mixtu, paso por tu espacio y dejo un fuerte abrazo.

MentesSueltas

 
At 3:36 PM, Blogger Laura said...

Pois é, Mixtu, mas a Margarida decerto vai-se incomodar se lhe trocares o nome, porque as palavras de amor, embora nunca sejam únicas nem reiinventadas, são semrpe dirigidas a cada uma que tem os eu nome próprio, ah, danado do pastor...imagina ela a dizer-te, amo-te zé! davas-lhe uma paulada na carola néra? ahhhhhhhh, que riso..ó pastor, o que inventas para nos fazeres rir..beijinho da laura.

 
At 4:24 PM, Blogger Leonor said...

ola mixtu
andaste desaparecido
ainda bem que voltaste.
eu tenho uma teoria acerca das palavras
so poderiamos dizer 500 por dia e nao seria acumulaveis para o dia seguinte as que nao se dissessem
beijinhos

 
At 5:20 PM, Blogger Je Vois la Vie en Vert said...

Aie, malandro, estará ele a aprovar-se par sair "discretamente" duma relação de amor ?

Como é que um português no Burkino Faso e Mali vem parar ao meu blog verde ?
Tu ainda por cima vives com um ano de antecedência ! Não achas que vives muito no futuro (2010) ????

Beijinhos

Verdinha

 
At 6:21 PM, Blogger Laura said...

Bem, nunca vi um pastor tão culto, mas, acontece, ahhhh, sou neta de pastores agricultores e acho a vida do campo um must, quando não é preciso matarmo-nos a trabalhar na terra e andar a pastorear, já ajudei a levar as vacas e ovelhas para os lameiros, em miuda, e, ainda sinto saudade dos cheiros da terra e de tudo...
Quando vinha de áfrica, de férias, ia para lá e era uma doçura viver ali.
Claro que não acredito que sejas pastor, mas se fores, tudo bem e aproveita a natureza e a inspiração das redondezas, o ar, os cheiros da terra, das flores, enfim...um beijinho da laura

 
At 7:50 PM, Blogger ~pi said...

é mais expressivo não dizer tanto e fazer mais,

as palavras são todas consumo puro,
não fogem às regras do consumo, não há que gastar muito tempo a repeti-las,

? fazer amor quando se ama, como fazer sopa, como fazer queijo ou dobrar a roupa, isso

e descobrir e inventar,

porque amar pode ser e manifestar-se em muitas, muitas coisas e de muitíssimas formas,




~

 
At 7:56 PM, Blogger ~pi said...

bem, e não era indivisível mas indizível,

 
At 10:16 PM, Blogger Menina do Rio said...

Concordo com ele! Existem palavras que são como os nossos nomes; insubstituiveis!

Um beijo daqui de baixo

 
At 11:19 PM, Blogger Carmiña said...

Esas historias siempre tan sorprendentes, y con tanta lógica!

 
At 1:03 AM, Blogger Francis said...

A palavra AMOR deveria ser fechada a sete chaves num cofre e usada apenas em momentos verdadeiramente especiais.

Nao. E uma declaracao sem segundas intencoes (e sem acentos)

Um abraco!

 
At 11:31 AM, Blogger Alma Minha said...

Bem!!! Gostei...

Beijo grande

 
At 5:52 PM, Blogger mundo azul said...

_________________________________


...que lindo!

Realmente existem palavras que nunca envelhecem, nunca enjoam, por mais vezes que sejam repetidas...


Beijos de luz e uma semana muito feliz!!!

__________________________________

 
At 10:54 AM, Blogger Teresa Durães said...

realmente é uma boa forma de colocar a questão mas também acredito que a repetição banaliza. E o meu nome é banal

 
At 2:52 PM, Blogger Secreta said...

Passei para ler-te.
Um beijito.

 
At 5:40 PM, Blogger sendyourlove said...

trocar nunca...mas não banalizar!

 
At 6:25 PM, Blogger margusta said...

Mixtu meu Amigo que bom teres voltado!!!!

:)
:)
:)


Abraços maritimos cheios de saudades!!!

 
At 9:51 PM, Blogger LUA DE LOBOS said...

a quantas luas que não nos visitávamos
e foi com grande prazer que te reencontrei
xi
maria de são pedro

 
At 10:07 PM, Anonymous THREE 4 FIVE said...

Epa recebi uma heranca de uma tia minha, e entao lembrei-ne de ti, trata-se de uma capoeira com cinco galinhas e um galo caseiro, e para alem disso duas cabras, diz-me la se ai na estrela ha lugar pra mais bicharada,senao terei que despachar os bichos de correio aqui pra Finlandia.
Mas de resto vejo que continuas a tomar bem conta do rebanho como sempre, eu parei com o three4five ha ja algum tempo,hoje passei por la, encontrei aquilo cheio de po, mas la debaixo da poeira o MIXTU,por isso clikei para te deixar aquele abraco puro e amigo e viva a saudade, dum velho amigo virtual algures na Finlandia.
(don't need replay)

 
At 10:11 AM, Blogger lena said...

uma palavra: adoro-te meu mano

hoje senti-te, é tão saboroso ler-te


abraço de mana


lena

 
At 12:20 PM, Blogger São said...

porque me fugiste, quando ia colocar o meu comentário, que até era simpático?

rrrsss rrssss

Um abraço.

 
At 12:21 PM, Blogger fgiucich said...

Creo que repetir "te amo" o "te quiero" no debería devaluarse nunca. Abrazos.

 
At 12:21 PM, Blogger São said...

boa estória!

Porquê mudar quando até continua fazendo sentido?!

Um beijo.

PS _ este era o primeiro comentário...

 
At 6:10 PM, Blogger maria inês said...

porque é que lá em cima está 2010????

 
At 10:53 PM, Blogger Amapola said...

el gran asombro de resivir vuestras palabras en mi blogger...
si es bueno tener un año mas si es de sabiduria la cual nos hace llevar mejor la sumatoria de años ...
se le agradecen sus palabras mixtu...
un abrazo fraternal...

Amapola Palacios.

 
At 11:10 PM, Blogger Teté said...

Também há palavras que nunca se dizem, que se entendem no silêncio ou no olhar... :)

E sim, muitas declarações amorosas banalizam os sentimentos, mas lá trocar nomes já é outra história! :D

Beijocas!

 
At 8:14 AM, Blogger Maria Clarinda said...

Lindo o teu post...adorei.
Jinhos

 
At 11:33 AM, Blogger Rui said...

As palavras não se gastam como peças de roupa. São para usar muitas vezes. Todas as que forem precisas.

 
At 4:30 PM, Blogger karla said...

:)
Prémio e desafio no meu cantinho...

bjinhuus

 
At 8:41 AM, Blogger Supermamá said...

Un saludo mixtu...y buen finde.

bss

 
At 11:23 AM, Blogger legivel said...

... o vocabulário português é vasto e a imaginação não tem limites.

O amplexo usual.

(Em vez do abraço do costume)

 
At 12:48 PM, Blogger amigona avó e a neta princesa said...

Como é bom voltar aqui! Deixo um abraço Mixtu, um abraço de amizade...

 
At 3:12 PM, Blogger poca said...

fizeste-me sorrir por dentro...

a subtileza em palavras.
Já tinha saudades de te ler e nem sabia :)
beijinhos

 
At 11:38 PM, Blogger alma said...

Si pones atención en lo que dices y escuchas, cada vez es como si fuera la primera

 
At 12:00 PM, Blogger moriana said...

a banalização das palavras...

agora estou aqui:
moriana2.blogspot.com
(buterfly thing)

 
At 5:31 PM, Blogger Baby said...

Nunca me cansarei de te chamar MIXTU!

Besitos.

 
At 1:40 PM, Anonymous Nós, mulheres sinceras, apaixonadas, sofredoras e lutadoras said...

Coitada da moçoila: é uma incompreendida!!...

Nós mulheres sinceras, apaixonadas, sofredoras e lutadoras entendemos as moçoilas da serra...

É preciso viver um AMOR sempre com muito SENTIMENTO e SIGNIFICADO. Dizer adoro em vez de amo foi provavelmente uma prova de que esse SENTIMENTO SIGNIFICA mesmo muito para ela.

Nós, mulheres sinceras, apaixonadas, sofredoras e lutadoras à questão
- "... queres que em vez de Margarida te passe a chamar de Inês?"

responderíamos (se esse AMOR o merecesse)

- "Não, que esse será o nome da nossa filha...um dia"

 

<< Home

António Vega-Lucha de gigantes

_______________________________________________25.000 visitantes (Anterior counter),
ecoestadistica.com