Saturday, March 08, 2008

- Mixtu, cuando era muy pequeña, pensaba que las dos cosas más difíciles que había en esta vida eran poder abrir y cerrar una puerta con llave y saber la hora que era mirando un reloj de pulsera,

Hoy, Lo más difícil, en determinados momentos, es intentar entender el significado de una mirada concreta o de un silencio que se prolonga en el tiempo.Lo más difícil suele ser intentar hacerse entender, escuchar, ponerse en el lugar de otro... respetar,
Lo más difícil, a veces, es ir contracorriente y apoyar personalmente a alguien porque crees que, pese a las posibles criticas que puedas recibir, es lo que, en conciencia, tienes que hacer,
Lo más difícil sería, en fin, intentar entender la vida…
De hecho, todavía hoy me cuesta un poco poder abrir y cerrar una puerta con llave, aunque, al menos, ya sé mirar la hora en un reloj de pulsera.Si es digital, claro,
( Texto de azzura


- Mixtu, quando era pequena, pensava que as cosas mais difíceis que havia na vida era poder abrir e fechar uma porta com chave e saber ver a hora num relógio de pulso,

Hoje, o mais difícil, em determinados momentos, é entender o significado de um olhar ou de um silêncio que se prolonga no tempo,
O mais difícil é tentar fazer entender, escutar, colocar-se no lugar do outro, respeitar,

O mais difícil é ir contracorrente e apoiar alguém porque crês que, apesar das criticas que podes receber, é o que, em consciência, tens que fazer,

O mais difícil será, enfim, tentar entender a vida…
No entanto, hoje ainda me custa um pouco abrir e fechar uma porta com chave mas, pelo menos, já sei ver a hora num relógio de pulso, se for um relógio digital, claro…

113 Comments:

At 4:51 PM, Blogger sensual said...

E como é dificil entender a vida, entender os olhares, entender os outros.

Quando criança achamos que as maiores dificuldades estão em pequenos detalhes, quando adultos, a dificuldade é entender a vida mas como alguém escreve: " a vida é bonita, é bonita, é bonita."

Excelente texto.

Beijinhos

 
At 8:41 PM, Blogger Elipse said...

eu ando ainda em busca da fechadura; tenho a chave, mas raramente encontro a abertura certa; às vezes não entra; às vezes entra mas não roda; às vezes entra e roda, mas não abre... aí a coisa é mais complicada, porque depois não consigo fazê-la sair para ir em busca do lugar certo.

 
At 9:20 PM, Blogger azzura said...

Mixtu..un gran abrazo!

 
At 9:48 PM, Blogger Yessi said...

Muy cierto lo que describe este bello texto querido Mixtu, ojala de la misma manera en que aprendemos a abrir y cerra puertas o leer el reloj, aprendieramos a lidiar con las otras tantas cosas que tenemos que vivir a lo largo de nuestra vida.

Besos :)

 
At 10:09 PM, Blogger Leodegundia said...

Estoy de acuerdo con el texto, pero destacaría este párrafo:"Lo más difícil suele ser intentar hacerse entender, escuchar, ponerse en el lugar de otro".
Un abrazo

 
At 12:49 AM, Blogger un dress said...

engraçado...ainda continuo a gostar de decifrar as horas nos relógios antigos...

maior o risco de engano, é certo, mas
mais coisa menos coisa acaba-se por chegar...enfim nem sei se chegar é sempre uma boa coisa...

agora gostar gostar mesmo mas muito mesmo :) é dos relógios de campanário (de preferência com cata-vento!)

são liiindoS! e alguns coabitam com cegonhas e ninhoS!! :))

 
At 1:34 AM, Blogger Santa said...

Mixtu,

Peço desculpas pois não visito seu blog com a frequência que gostaria. Estou com hóspedes. Casa cheia. Mal consegui postar essa semana.

Bjs

 
At 4:37 AM, Blogger La Revolución de las Costillas said...

FELIZ DÍA DE LA MUJER!!!

Un abrazo cariñoso,
Karolina

 
At 5:36 AM, Anonymous su said...

Estou à espera de crescer para conseguir compreender a vida e os outros tal como cresci e aprendi a ver as horas no relógio. Está dificil, muito dificil.
Pergunto-me que idade é preciso ter para a compreender? bjinhos

 
At 10:00 AM, Blogger Ines said...

Às vezes tenho saudades de quando o mundo era simples, ~quando ainda conhecia todas as pessoas do (meu) mundo, quando ainda ninguém tinha morrido, ninguém estava doente, as férias eram intermináveis. E um colo da mãe fazia com que tudo ficasse bem outra vez!

Um olhar adulto sobre os outros e sobre a vida, é o sabermo-nos sós - com outros, mas sós! ter na mão a possibilidade de escolha e ao mesmo tempo sentirmo-nos sem escolhas.

Depois volto!

vzvzaaavb j hjhhdgh gz hgitdcx yv vvv nuguyhetghweh (a minha Sara também quis escrever, espero que aprecies o contributo!)

 
At 10:01 AM, Blogger Ines said...

sem beijos

 
At 10:44 AM, Blogger Claudia Perotti said...

Muito reflexivo! ótimo texto!
Beijinhossss

 
At 11:51 AM, Anonymous temp_nua said...

Entender a vida e os caminhos aseguir, será que um dia conseguirei!!
UM beijo
FIca bem
Temp_nua

 
At 1:34 PM, Blogger Meli said...

Que sencillo y profundo, gracias por compartirlo Mixtu!

 
At 3:41 PM, Blogger Lia said...

Tudo depende da perspectiva. O que para a lagarta parece o fim do mundo, nós chamamos de metamorfose e vemos "nascer" uma borboleta.

Beijinhos

 
At 3:59 PM, Blogger m-lita :por sentir tanto said...

de niña con las dudas que son normales
pero hay algo que no se puede entender por si mismo como es la vida" de hexo nunca la vas a entender , si sigues a lo científico la vida no es más que un azar, pero eso no es cierto
estamos aca con un propósito, tenemos la vida para disfrutarla porque de ahí se nos va eso es lo importante , porque perder el tiempo figurandote algo que sabes que no encontrarás respuesta querida.
disfruta de lo que hoy tienes de lo que Dios te ha dado y agradece cada mañana y que comiences con buenas expectativas
bexooo

 
At 4:29 PM, Blogger Olie said...

A pesar de todo, la vida es bellísima...

Y no olvides que en el día de hoy - 8 de marzo -
toda mujer espera,
a lo menos,
una sonrisa...

No olvides a aquéllas
que te rodean...

olie

 
At 4:45 PM, Blogger mixtu said...

Pronto... um sorriso para as mulheres, só espero que não me tomem por doido (por andar a sorrir), e pronto... beijinhos, e pronto...
Dia da mulher, e os outros dias são de quem, o Borda DÁgua diz que é de um santinho qualquer,
Fui...

 
At 7:23 PM, Anonymous Credendo Vides said...

Q relato tan bonito. La verdad es q cuando somos pequeños, algunas cosas simples nos parecen difíciles; la lástima es q crecemos y con ello las cosas difíciles.
Saludos desde el Inframundo.

 
At 10:39 PM, Blogger Paulina said...

Cuando pequeñas veiamos pequeños prblems pequeñas dificultades como inalcanzables ...
La vida nos va enseñando y siempre estamos aprendiendo , tropezamos pero siempre hay una oportunidad de ponerse en pie y continuar , es bello vivir :D
Un besote grandote

 
At 10:40 PM, Anonymous Ratoncilla said...

Es dificl ponerse enel lugar de los otros pero si se puede , con mucha paciencia y ganas si es posible y siempre es una buena solucion mirar con otros ojos ...

 
At 11:21 PM, Blogger Maria P. said...

E dificil também é explicar o silêncio forçado...

Beijinho*

 
At 3:18 PM, Blogger Mina said...

Quantas vezes damos por nós a pensar assim, nas dificuldades da vida?
Bom fim de semana, bjs.

 
At 10:05 PM, Blogger aflores said...

Nem sempre é fácil, mas não teria a sua graça se não houvesse assim...umas coisitas mais complicadas;)

 
At 1:22 AM, Anonymous su said...

As chaves são sempre difíceis de usar quando a porta da alma não se quer deixar abrir...o Tempo é impossível de se saber quando o queremos agarrar entre a compreensão dos dedos como da areia...tudo nos foge para o fim ao mesmo tempo que olhamos para trás...

Um beijo grande...em fio.

 
At 1:57 AM, Blogger escorpyana said...

Realmente é dificil entender a vida e tentar compreender o outro,mas estamos caminhando pra que isso aconteça.Assim quem sabe seremos um pouco melhores.Tenha um fim de semana delicioso.Ainda espero vc me mandar seu mail,pra vc cantar pra mim...rs.
beijussssssssss

 
At 2:34 AM, Blogger Fausta Paixão said...

não sei porquê tanta confusão; quando a chave não entra ou a fechadura emperra há sempre um serviço tipo emergência 24 horas/dia - a gente chama e vem sempre um especialista em lidar com as fechaduras mais complicadas; eu já fiz a experiência... e quando eles demoram muito tempo a acertar com o buraco da fechadura, ui... a gente desespera, mas é garantido que o serviço fica bem feito.

 
At 4:07 PM, Blogger luci said...

...às vezes as porta abrem sobre

a infinitude

(poucas-as-chaves)

entras e despenhas-te no

vento

somhas então que nadas e

que voas

sóis e praias

solene devagar

levemente-quase-

-a-rasar-a-água ~~

 
At 1:35 AM, Blogger Betty Branco Martins said...

Querido Mixtu

Seguramente um texto sofrido_________as vivicitudes da própria vida

O que dá sentido à vida é mais são de facto as pequenas coisas que parecem ridiculas e sem importancia_________que dão o valor e sentido à vida

(Beijinhos azzura)

Carinho aos molhos amigo:))
BDomingo

 
At 6:56 AM, Anonymous Ninfita said...

Me gusta lo que escribes, es lindo, y apenas me percate del español jiji.
Besos

 
At 4:42 PM, Blogger Antona said...

Mis felicitaciones.me gusto el post
um abraÇo

 
At 5:28 PM, Blogger Lila Magritte said...

Nunca se termina de entender la vida, pero de que es interesante y todo un desafío aprender a recorrerla, no hay duda. Y la hora, eso es una gran complicación...

Saludos.

 
At 6:40 PM, Blogger Trini said...

Conforme pasan los años, dejan de parecernos importantes alguna scosas y cobran valor las verdaderamente impostantes. Un estupendo texto de Azzura.

Besos a los dos

 
At 8:12 PM, Blogger Andreia do Flautim said...

Pois, é melhor viver com o que vamos entendendo!

 
At 8:15 PM, Blogger Freyja said...

LA VIDA ES DIFICIL, PERO TENEMOS QUE VIVIR CADA MOMENTO Y CADA INSTANTE PENSANDO SIEMPRE QUE VENDRAN TIEMPOS MEJORES
ENTRE LA SEQUIA Y LA COSECHA HAY UN TIEMPO, ES LO MIMO QUE ENTRE EL DOLOR Y LA ALEGRIA
SIEMPRE ABRIREMOS PUERTAS DIFICILES, EN LA VIDA NADA ES FACIL
UN ABRAZO GRANDE Y UNA LINDA SEMANA
BESITOS



BESOS Y SUEÑOS

 
At 9:01 PM, Blogger Menina do Rio said...

Por vezes temos a chave e não conseguimos encontrar o buraco da fechadura...

Vim agradecer a tua doce visita e deixar um beijos

 
At 9:44 PM, Blogger Margarida Atheling said...

Gosto muito deste texto!
Também sinto assim!

Até com os relógios, que esta mania de usar relógios "minimalistas" sem números nem pontos para os substituir, às vezes me deixa um bocado tonta. Valha-me o relógio do telemóvel! ;)

Curiosamente (ou não!), gosto ainda mais dele em castelhano. :)

Bjs

 
At 10:26 PM, Blogger super-kelly said...

Hola mixtu. De pequeña lo que más me costaba era acostumbrarme a atarme los cordones de los zapatos. Si te pasas por mi blog, en el post "entre olas" veo que coincidimos en muchos puntos. La intuición es lo que nos queda.Besos

 
At 10:27 PM, Blogger Luna said...

Para mim o mais dificil é entender e aceitar cada pessoa, sem as julgar pelos seus actos.
beijitos

 
At 10:45 PM, Blogger mixtu said...

Há uma cosa que me chateia, até que enfim que encontrei uma cosa que me chateia...
os gajos que comentam em blogs onde "só" eu comentava... chateia-me... o utilizar o mixtublog como o aeroporto de frankfurt... chateia-me,
quer dizer... não me chateia, o que verdadeiramente me chateia é beber um vinho e dizer que tem "um pique" e a velha ficar chateada e assegurar-me que o vinho não está vinagrado, o mal está na minha lingua, porra, aí é que fico chateado, quer dizer... nem aí...
Porra, sou anormal, nada me chateia...
Fui,

 
At 10:54 PM, Blogger =^.^= Tarina =^.^= said...

É tão dificil por vezes compreendermos esta vida...

Mas tudo vem a seu tempo e nada acontece ao acaso!

1 beijo primaveril e obrigada pela passagem!

=^.^= tarina

 
At 11:03 PM, Blogger Luna said...

http://www.blogger.com/profile/02047903925213091766

Aqui tens a casa do teu amigo,
preconceitos ...claro que os tenho por isso tão dificil para mim aceitar as pessoas como elas são, entendelas, e fazer os possiveis por não as julgar, mas raramente acontece.
beijinhos

P.S. Ontem tambem fui para os copos
benfeito, ehehehe
beijinhos

 
At 11:11 PM, Blogger ««Ariadne»» said...

<< Lo más difícil sería, en fin, intentar entender la vida >>

por eso es que dice una frase que la vida no hay que entenderla solo vivirla

 
At 11:20 PM, Blogger =^.^= Tarina =^.^= said...

Que terá o destino reservado para mim...
Ou o destino somos nós que o fazemos?!?!

LOLOLOLOL

Acho que me estou a encontrar...
E isso é bom!

=^.^= tarina

 
At 11:26 PM, Blogger =^.^= Tarina =^.^= said...

This comment has been removed by the author.

 
At 11:35 PM, Blogger =^.^= Tarina =^.^= said...

O meu barco...

O meu barco é como eu quiser...
Eu faço a minha vida, eu escolho por que caminho seguir...

E como se faz caminho caminhando.. é isso que estou a fazer...

Caminhar apenas...

Mas o Sonho esse... esse estará sempre presente... por onde quer que eu ande pois o sonho faz andar a vida.... por quaisquer que sejam o caminho...

;)

=^.^= tarina

 
At 11:39 PM, Blogger Elipse said...

é pah, há pouco tempo passei pelo aeroporto de Frankfurt, em escala... pensava eu que uma hora e meia até dava para ver as montras.
Nada!!! Aquilo é que foi um tal andar para lá e para cá numa corrida permanente porque ninguém sabe de nada ao certo...
ninguém fala a mesma língua que nós,
é tudo assim a correr como se a vida fosse chegar e partir,
sem deixar marca autêntica.
e a gente vai andando, andando... e não vê nada!!!

Eu gosto de ver a vida.
e gosto sobretudo de ver... na vida.
não me agradam aeroportos,
prefiro jardins.

 
At 11:42 PM, Blogger =^.^= Tarina =^.^= said...

No meu voo... pleno com a brisa que me toca... peço apenas para ser feliz...

Sendo feliz.... é porque me realizei com aquilo que sonho!!!!

Obrigada pela companhia...
Uma tão simpatica companhia ;)

1 beijo =^.^= tarina

 
At 11:47 PM, Blogger =^.^= Tarina =^.^= said...

Sim, foi a pensar nesse poeta que escrevi : Faz-se caminho caminhando..

Para ti em luso...

"Caminhante, são teus rastos
o caminho, e nada mais;
caminhante, não há caminho,
faz-se caminho ao andar.
Ao andar faz-se o caminho,
e ao olhar-se para trás
vê-se a senda que jamais
se há-de voltar a pisar.
Caminhante, não há caminho,
somente sulcos no mar."

António Machado

1 beijo =^.^= tarina

 
At 11:58 PM, Blogger Fausta Paixão said...

Mixtu, não te canses...
conta até 20 e respira fundo!

 
At 12:08 AM, Blogger mixtu said...

This comment has been removed by the author.

 
At 12:11 AM, Anonymous Malamala said...

Lo duro que puede ser a veces abrir una puerta o mirar la hora en un reloj...

Bellas palabras

(No era change, sino chance: oportunidad, el vídeo se titula "Démos una oportunidad a la paz", estamos tan necesitados...)

Besotes

 
At 7:25 AM, Blogger Luna said...

Não não é
ve se agora esta bem
http://www.blogger.com/profile/13761469828095441354

jinhos

 
At 7:29 AM, Blogger Luna said...

o nr não grava todo
vai ao meu blog , penso que é no poema meu anjo entra por la
jinhos

 
At 2:43 PM, Blogger =^.^= Tarina =^.^= said...

Não sei castelhano ;)
Mas consigo entender o que me queres dizer...
Bonito o poema que escreveste...

Adoro o mar sabes...

Transmite paz... transmite saudade... transmite sonho... transmite viagem...

Continuarei a navegar...

1 beso =^.^= tarina

 
At 2:54 PM, Blogger João JR said...

LIndo texto!!! Parabéns:)))
A vida é bela sim, mas os homens complicam-na tanto!!
Vive cada dia como se fosse o último e nunca deixes para amanhã o que podes fazer hoje.
Um grande beijinho!

 
At 3:06 PM, Anonymous paloma said...

Bonita mañana, bonito lugar, bonita la cama, qué bien se ve el mar, bonito es el dia, y acaba de empezar, bonita la vida, respira, respira, respira. ...

besitos, Mixtu e Azzura.

 
At 4:19 PM, Blogger UMA said...

Hay que intentar vivir el instante sin hacerse demasiadas preguntas.
Beijinhos para los dos!

 
At 4:55 PM, Blogger Conceição Bernardino said...

Avancemos com o amor

avancemos com o amor
porque a partir de hoje
esquecemos tudo o que
nos soa a duvidoso
valor estendemos nas
mãos o tecido das nossas
trocas amor vem comigo
retomar o caminho em
que nos soltámos um dia
em passeios pela
alma

Poema da autora “Marita Ferreira” do livro “Múltiplos de ti”

Vale apena reflectir neste poema está cheio de verdade
Beijinhos
ConceiçãoB
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

 
At 5:37 PM, Blogger Ana said...

Gostei tanto deste texto...

 
At 5:59 PM, Anonymous Malamala said...

Madrileñito? :DDD

Ya te entiendo, change, cambio, sí... ojalá... ay...

Beijos (se dice así?)

 
At 7:01 PM, Blogger Cucagaio said...

OU seja, o mais dificil é pensar por nós mesmos. Isso não é dificil, por vezes o dificil é dar a conhecer que sabemos pensar, e que pensamos de maneira diferente.

 
At 12:29 AM, Anonymous Juda said...

Boas palavras, um abraço...

 
At 7:02 AM, Anonymous Brisa said...

Es un texto precioso con el que me identifico, en cada momento es como si las dificultades crecieran con nosotros, pero siempre nosotros somos más grandes.

Un beso lleno de tanta ternura como me ha despertado el texto de Azzura :) Gracias mixtu

 
At 9:00 AM, Blogger missixty said...

Gostei muito deste post! Sou muito intuitiva, nunca foi difícil para mim interpretar silêncios, mas sinto que pelo contrário, não sou fácil de me fazer entender aos outros!
beijos miss

Eu disse que um dia te apanhava....e apanhei (penso que sabes a que me refiro)visitas ao ptofile,eheheh

 
At 9:13 AM, Blogger ♦♦♦sol♦de♦soles♦♦♦ said...

Qué buen texto, condensado y aleccionador.+
Saludos y besos, también para Carmencita.

 
At 12:11 PM, Blogger inBluesY said...

de tempos em tempos visito.te, mas é sempre dificil abrir os comentarios... hoje até q tive sorte :)))


ainda ri com a miss :)
bjs

 
At 12:12 PM, Blogger inBluesY said...

a vida n é dificil, nós sim, adoramos complicar e depois vem o passado re-pisar.

1 bj*

 
At 12:15 PM, Blogger MalucaResponsavel said...

Costuma dzr-se q os adultos complicam as coisas... é verdade, pelo menos, na mnh opiniao. este texto só comprova isso... bj

 
At 12:23 PM, Blogger stel said...

entender la vida a veces es demasiado complicado, pero otras veces es igual que mirar la hora en un reloj, que hasta que no te enseñan tu no sabes como funciona...
besines
^^

 
At 12:45 PM, Blogger Haddock said...

Como te entendo, mixtu! Mesmo a propósito! Abraço.

 
At 3:50 PM, Blogger fgiucich said...

Creo que debemos vivir la vida sin tantas complicaciones, saber escuchar y contestar con propiedad. Abrazos.

 
At 4:40 PM, Blogger chuvamiuda said...

.................

é!

há momentos de tudo
há horas para tudo
há horas nos pulsos dos homens

..................

Abraço

 
At 4:56 PM, Blogger Silvia said...

Tenho alguns problemas com algumas chaves.

 
At 5:06 PM, Blogger SoNosCredita said...

lindo e tão verdadeiro!

 
At 5:28 PM, Blogger legivel said...

... hoje, os meus maiores problemas são, abrir uma chave com a porta e ler o pulso num relógio de horas. Isto para não estender o guardanapo e confessar que ainda hoje, tenho dificuldade em comer carne de vaca com escamas...

 
At 9:24 PM, Blogger Bohemia said...

Las dificultades van cambiando a medidas que las vamos superando...

Mixtu, he visto en tu perfil que tu libro favorito es el de Saramago, quiero cogerlo de la biblioteca ¿está bonito Memorial do convento?
Por regla general me gusta bastante Saramago...

BSS

 
At 11:17 PM, Blogger Maria P. said...

Saudade daquele alpendre, no bar da praia, em que esperava...saudades

 
At 12:52 AM, Blogger Zé Lérias said...

Bom texto (outro).
Um abraço e continuação de boa semana.

 
At 1:55 PM, Anonymous Supermamá said...

Será que no hay necesidad de cerrar ninguna puerta al destino por lo que nunca aprendiste.


Beijinhos para los dos!

 
At 3:41 PM, Blogger Rui said...

Difícil é não gostar do texto.

Abraço republicano.

 
At 5:24 PM, Blogger Bettina Perroni said...

Has descrito el texto de una manera tan dulce... que si... de pequeños creemos que ese tipo de cosas son tan difíciles... pero la vida nos va demostrando que no es asi.

Un beso

 
At 6:18 PM, Blogger Maria P. said...

Deixo-te uma palavra: secretamente.


Um beijo*

 
At 7:57 PM, Blogger Chary said...

Cuánta razón tiene el texto.. toda la del mundo.
Besos!

 
At 8:42 PM, Blogger Papoila said...

Olá Mixtu:
Continuo a recear não saber bem abrir e fechar portas...
Beijo

 
At 10:19 PM, Blogger naoseiquenome usar said...

Tão difícil que é entender a vida e os vivos, sobretudo se a vida ou os vivos, estiverem ou se se sentirem "moribundos"...
Mas às vezes a vida também tem momentos encantadores.
Outras vezes é apenas difícil.

difícil de entender...

 
At 10:38 PM, Blogger Baby said...

Um texto tão simples e tão profundo,parece um poema da Sophia...sinceramente,gostei, gosto das coisas simples, mas que nos fazem pensar. É tão difícil entender os outros, mesmo quando tudo parece tão óbvio!
Mixtu: adoro vir aqui...

 
At 10:59 PM, Blogger Claudinha said...

Olá, quanto tempo! Ótimo texto!
Sempre estamos querendo entender tudo, mas não podemos deixar que isto nos escureça os caminhos. Morreremos assim, tentando! Faz tempo que nçao venho aqui. Adoro esta música! Beijos!

 
At 11:15 PM, Anonymous Anonymous said...

ola MIXTU vim desejar um otimo fim de noite pra vc beijos grande meu ..
http://abeladanoite.nafoto.net/

 
At 11:11 AM, Blogger mixtu said...

Tinha pensado fazer um sorteio de um Fiat Punto para o meu visitante 50.000, ora bolas, deixei passar... lá tenho que quedar com o Punto, é pah... que chatice, aos 100.000 faço um sorteio...
Como é que eu me esqueci,

 
At 11:30 AM, Blogger Maria P. said...

Mira-me...

 
At 1:27 PM, Anonymous Temp_nua said...

Seria mais facil se aspessoas falassem com o coração, quem sabe as entenderiamos.
UM beijo
Temp_nua

 
At 3:35 PM, Blogger Natinat said...

Siempre serás bienvenido a mi rincón.

Con amor es posible entender todo.

Infinitas gracias por tus palabras, te dejo besos cenitales

Nati.

 
At 4:18 PM, Blogger Alma Minha said...

Lindo o Texto!!!
A ti deixo-te mil beijos

 
At 6:31 PM, Blogger }}cleopatra{{ said...

Olá Mixtu!

É... a vida torna-se tão complicada quando se cresce!
Em criança, queremos crescer depressa para aprender as coisas difíceis... como ver as horas e abrir e fechar portas com chave.Depois... bem, depois crescemos e aprendemos aquilo e outras coisas tão mais complicadas nos aparecem pela frente!...

Beijinho soprado

 
At 11:06 PM, Blogger SaltaPocinhas said...

Olá!
Eu tenho anadado ocupada e tu desaparecido... mas de vez em quando acontecem estes encontros!
Eu também prefiro os relógios com ponteiros, mesmo que não me atreva a saber a hora exacta!

 
At 11:45 PM, Anonymous Anonymous said...

Mixtu querido: Quando somos pequenos, o nosso unico problema talvez seja a chave ou a fechadura, mas quando crescemos, o mais dificil eh entender as pessoas e principalmente silencios...
Olha, vem aqui nos EUA que eu ensino voce a ver as horas no relogio (sem ser o digital) yayayayaya
Besitos a voce e Carmencita.
MARY
PS: Vou publicar como anonimo porque nao consigo publicar como meu Blog, nao sei porque.

 
At 11:15 AM, Blogger El Navegante said...

Sea ha realizado un encuentro memorable, estoy fascinado.
El marco más digno que podría haber encontrado una pensadora con la sensibilidad de Azzura.
Tus reflexiones me tocan muy de cerca, Azzura, y agradezco a Mixtu, esta posibilidad de haber podido descubrir,esta realidad que tantas veces nos conmueve.
Un beso grande, apa, y un abrazo para ti, Mixtu.
Un beijo para a Carmencita.

 
At 11:27 AM, Blogger sensual said...

Por vezes, mais do que ter dificuldade em enfiar a chave é encontrá-la na bolsa.
:D
Beijinhos

 
At 5:44 PM, Blogger Nilson Barcelli said...

Há tantas coisas difíceis na vida....
Vamos conseguindo torná-las fáceis mas, à medida que isso acontece, surgem logo novas coisas difíceis.
Bom fim-de-semana.
Abraço.

 
At 6:52 PM, Blogger alegriadequerer said...

Amigos

Amigos... seremos siempre.
Para contar nuestras penas
Tendremos como testigos
mis flores en primavera.

Amigos siempre por sobre todas las cosas
como van unidos espinas y rosas
sin que importe nunca distancia ni tiempo
tú serás la lluvia... yo tal vez el viento.

Y así seguiremos como lo hacen pocos,
buscando en la vida nuestros sueños locos
y si algo pasara ¡Escucha lo que te digo
por todos los tiempos... yo seré tu amigo(a)!!!!

A todos mis amigos por que nuestra amistad es salud. Y amor
YUDELKA

 
At 7:42 PM, Blogger Menina do Rio said...

Hoje vim deixar-te um beijo e desejar-te um belissimo fim de semana!

 
At 8:01 PM, Blogger princess olie said...

Todo se aprende,
pasito a pasito,
cayendo
y levantándose.

Gracias por tu visita.

Besos desde Chile:

olie

 
At 3:05 AM, Blogger palabras con ningun sentido said...

Mixtu, un excelente texto de nuestra amiga azzurra, aunque parezca extraño, a mi a veces (siempre) me parece más difícil abrir la puerta que tomar partido.
Un fuerte abrazo

 
At 9:09 PM, Anonymous escorpyana said...

Oi sumido,passando pra desejar um domingo maravilhoso
beijussssssssssss

 
At 9:12 PM, Blogger Princesa Dariak said...

El tiempo pasa, pero lo dificil sigue persistiendo.
Abro la puerta, siempre y cuando no me olvide la llave dentro.
No tengo reloj...
Escogiste un exelente texto. Mis felicitaciones a su autora.

Un abrazo de Luz.

 
At 5:10 AM, Anonymous gota de tinta said...

hay muchas cosas dificiles, unas nunca dejan de serlo....otras si, si nos ponemos de su lado, si las miramos con otros ojos.

muitos beijos amigo, hermoso texto!!!!!!

 
At 10:07 AM, Blogger Ines said...

Às vezes é tão bom deixar de tentar entender a vida!
Parece que há sempre coisas para entender, não é? Sempre mudanças para pensar, imprevistos (uns mais dolorosos que outros). Mas que bem que sabe um momento de deslumbramento a olhar o mar, ou a serra, ou o deserto... Um momento de ternura, econdidos nos braços da pessoa que amamos... Um momento de fantasia ao brincarmos com uma criança.
´
E tão bom quando por momentos podemos não pensar a vida!
;)

Ou sonhar...
(se bem que quando acordo depois tento logo perceber o que sonhei - e lá estou eu a pensar a vida...)

Sem beijos

 
At 12:05 PM, Blogger segurademim said...

... aprendi os números e a sua sequência num grande relógio de parede, adorava as badaladas e o pendulo a ir e vir...

surpreendi todos quando comecei a contar 1 2 3

em sillêncio aprende-se o silêncio, mas no diálogo podemos dar passos mais firmes!!

beijo, bom domingo :))

 
At 6:02 PM, Blogger RAFAEL said...

Pues si que son cosas difíciles, si que lo son.
A veces, yo voy a abrir una puerta y me encuentro viendo el reloj sin saber que hora es, es lo que podríamos llamar un alarde de dificultad.
Mucho sentido en esa reflexión de esta amiga Azzura, amigo Mixtu.
Saludos a ambos.

 
At 6:19 PM, Blogger Lia said...

Tomarem-te por louco por sorrires?

O mundo teria que andar de pernas para o ar.

Obrigada.

Beijinhos

 
At 2:07 AM, Anonymous Xa said...

Me ha gustado mucho el texto. Una de mis costumbres es intentar ponerme en el lugar de la otra persona...Lás más de las veces lo que consigues es un desplante, estoy harta de muchas cosas, nada me molesta tanto como la falsedad.
Sismpre voy con la verdad por delante y pienso seguir así.
Un abrazo desencantado.

Xa

 
At 2:08 AM, Anonymous Xa said...

Después de mandarte e-mail, me deja :-(

Otro abrazo.

 

<< Home

António Vega-Lucha de gigantes

_______________________________________________25.000 visitantes (Anterior counter),
ecoestadistica.com