Monday, January 29, 2007

Luís Cernuda e Mário de Sá Carneiro


Luís Cernuda (1902-1963, poeta espanhol) no post “Pessoa e Neruda” foi um dos poetas mais citados por isso adquiri o livro "Desolación de la quimera”, Seu último livro de poemas que recolhe textos escritos entre 1956 e 1962, "Contigo" um dos muitos poemas que falam de amor...

CONTIGO


¿Mi tierra?

Mi tierra eres tú.
¿Mi gente?

Mi gente eres tú.
El destierro y la muerte

para mi están adonde

no estés tú.


¿Y mi vida?

Dime, mi vida,

¿qué es,

si no eres tú?

La muerte de Sá-Carneiro parece escenificar una idea apuntada en varios textos, incluso en algunas cartas a Pessoa: la apología del suicidio como acto de coraje. Su obsesión con la muerte no implica la dramatización de la misma, como se observa en el poema “Fim”, uno de los más conocidos del poeta,

O poema de mi vida, hace tiempo… hacia 12 años de edad cuando o "encontré"…

Fim:

Quando eu morrer batam em latas,

Rompam aos saltos e aos pinotes,

Façam estalar no ar chicotes.

Chamem palhaços e acrobatas!~

.

Que o meu caixão vá sobre um burro

Ajaezado à andaluza...

A um morto nada se recusa,

E eu quero por força ir de burro!

139 Comments:

At 1:50 PM, Blogger sonia r. said...

Boa tarde!!!
Não acredito, sou a 1ª leitora.
Bom fim de semana.
Bjos.

 
At 1:53 PM, Blogger spartakus said...

...LOL!!!! foi kultura a mais...LOL!!!...boa tarde e um abraço.

 
At 2:01 PM, Anonymous natalia (cenicienta) said...

adoro la poesia, la primera poesía es tan linda, aunq muy triste.. besos..

 
At 2:05 PM, Blogger Musician said...

Apenas te deixo um grande beijinho*

 
At 2:18 PM, Blogger @ said...

"eu quero por força ir de Burro" porquê de burro?

e não outro animal, o burro não está mal, e até é um animal que aguenta muito seria por isso.

 
At 2:22 PM, Blogger Sara MM said...

« VAAAAAAMOS...
.. cá se vai andando co'a cabeça entr' as orelhas... »

sabes lo que te quero decir?

 
At 2:57 PM, Blogger Sol said...

"a um morto nada se recusa..."

Pois mas só na poesia!!

:) beijinho

 
At 3:32 PM, Blogger Darilea said...

Hace unos dos meses leí
a Luis Cernuda y me encanto su
forma de expresar los sentimientos.
Besitos..

 
At 4:37 PM, Blogger Camille said...

Vim retribuir a visita e adorei te ler. Original. Abraço.

 
At 4:50 PM, Blogger wind said...

Dois excelentes poetas:) beijos

 
At 5:04 PM, Blogger Lord of Erewhon said...

Pero... no se devia ter suicidado! Vivir no es la procura de la muerte!

 
At 5:22 PM, Blogger Bohemia said...

Siempre es un placer visitar tu blog pues vive inundado de poesía...

Muack!

 
At 6:09 PM, Blogger mixtu said...

Safo:
Não acredito, escrevestes mais que “Boa tarde”
Spartakus:
Gladiador, (c)ultura…
Cenicienta:
lo amor de quien non está con su amada, quien, por ejemplo solo habla por e-mail). Besos : )
Musician:
Se é um grande beijinho, não é “apenas” :): )
Arroba:
Animal dócil mas capaz de dar uns pinotes…
Sara MM:
"Sabes lo que te quiero decir?" Non, dime…
Sol:
A quem vier por bem, nada se recusa,
Darilea:
También me encantó su forma de expresar los sentimientos, este e un poema pequeño pero con alma grande…
Camilla:
Abraço…
Wind:
Beijos poéticos…ainda bem que gostastes,

 
At 6:31 PM, Blogger Rosmaninho said...

Mixtu
Poesia... Vamos continuar a falar?

O Mixtu fala de Luís Cernuda e de Mário de Sá Carneiro e eu, Rosmaninho... vou falar de Al-Mu'tamid (Séc XI, o seu reino para além de englobar o Algarve e grande parte do Alentejo chegou a Huelva, Córdova, Sevilha, Múrcia... ) poeta, príncipe, rei e prisioneiro que viveu e falou dos meus lugares como ninguém...

"...saúda por mim, asinha, os queridos lugares de Silves
e diz-me se a saudade deles
é tão grande quanto a minha.

saúda o Palácio dos Balcões,
da parte de quem não esqueceu
a morada de gazelas e leões,
salas e sombras onde eu
doce refúgio encontrava
entre ancas que lá achava
e bem estreitas cinturas"...

Os meus lugares, naquela época eram lindos e famosos... hoje continuam uma maravilha.

 
At 7:38 PM, Blogger Martuxa said...

BBBBBBBEEEEEEELLLLLLLLLOOOOOOOO
Bom fim de semana
Sorrisos com beijitos
=P

 
At 8:23 PM, Blogger sensual said...

Tambem quero ter apoio destes Ministérios.
Poesia. Normalmente não leio, mas gostei destes poemas.

 
At 9:00 PM, Blogger incondicional said...

Me encanta éste :

EL VIENTO Y EL ALMA

Con tal vehemencia el viento
viene del mar, que sus sones
elementales contagian
el silencio de la noche.

Solo en tu cama le escuchas
insistente en los cristales
tocar, llorando y llamando
como perdido sin nadie.

Mas no es él quien en desvelo
te tiene, sino otra fuerza
de que tu cuerpo es hoy cárcel,
fue viento libre, y recuerda.

Luis Cernuda

Buen fin de semana.Beijo.

 
At 9:11 PM, Blogger maresia said...

oi!!!
adorei a primeira poesia!! tao simples e com tanto sentimento!!
Adoro poesia, principalmente como a que li!!
beijinhos!!

 
At 9:23 PM, Anonymous leodegundia said...

Tengo que reconocer que de Cernuda conozco poco y de Sá-Carneiro nada, así que agradezco tu post de hoy.
Un abrazo y buen fin de semana.

 
At 9:38 PM, Anonymous paloma said...

¡¡Mixtu, he hecho lo que me decías!!
Gracias, ha sido un experimento precioso, no se me había ocurrido verlo así, con esa mirada. Me ha gustado.

Muitos beijinhos

 
At 9:44 PM, Blogger almena said...

qué hermosa selección, mixtu

es un gozo leerla

un beso!

 
At 9:46 PM, Blogger Maria said...

Não tou boa para poemas.
bom fim de semana
beijos

 
At 9:46 PM, Blogger incondicional said...

Apreciado *Mixtu, considera meu *blog como tu casa, vêem as vezes que crias oportuno, encanta-me que o faças, para valer, ademais o tango só estará até o seguinte pós ;-).
As vezes *nois movemos em círculos, ao final , a rede não é tão grande e vamos coincidindo em casas de *amig@s comuns.
Um abraço :-)

 
At 9:54 PM, Anonymous paloma said...

Ay, perdona, es cierto, con la 'emoción del momento' se me olvidó escribirlo ;)

Es precioso, aunque triste que alguien te diga que el destierro y la muerte están donde no estés tu... que tu eres su vida, su tierra, su gente.

Es un bello poema de amor.

Beijos, más

 
At 10:29 PM, Blogger SaltaPocinhas said...

já me custa entender alguma poesia portuguesa, quanto mais em castelhano! Sinto-me burra ao pé de gente tão culta!!

 
At 10:33 PM, Blogger mixtu said...

Lord:
Cierto, pero a hablado com verdad…
Bohemia:
Siempre a correr : )
Rosmaninho:
Que insiste em tratar-me por señor, esse principe não é o de Mértola? Julgo que não, este último também era poeta, aliás a cultura árabe era… cultura, tirado dos

Pérola
sem ti a minha graça está quebrada,
não há perfume puro ou verdadeiro.
na tua ausência o augúrio lisonjeiro
é o de uma estrela oculta e apartada.
chamar-te Pérola pouco é, não chegaria.
que mergulhador afinal te encontraria?
Al-Mut'amid

Martucha:
Já vais de fim-de-semana? Paris?! Boa viagem,
Sensual:
A poesia é bonita,
Incondicional:
És única…
Star:
… do céu, bienvenida,
Leodegundia:
Por isso es que mi blog... patrocínio de ministério de cultura,
Paloma: Que trio, yo, usted e incondicional, próximo verano, los 3 en Ibiza, : )
Almena:
Estabas en Paris?! Bienvenida

 
At 10:38 PM, Blogger menina graça said...

Gosto de ambos. Muito, mesmo. O quê, julga que lá por ter uma Retrosaria na Graça não conheço os poetas? :)) Ora, ora...

 
At 10:43 PM, Blogger M&A said...

Mixtu:
Tanta morte e de burro, essa queria eu ver, foram as injeções

 
At 10:44 PM, Blogger palabraserrantes said...

EYEYEYEYEY!!!!!!!!! A Ibiza con Incondicional yo también!!!! Ja!

Gracias por los bellos poemas, gracias por el link a ese sitio con imágenes tan bellas.
Ojalá el mundo se llenara de poesía...
Un beso Mixtu, buen fin de semana.
(portate bien)
:-)

 
At 12:06 AM, Anonymous bravo said...

"El destierro y la muerte
para mi están adonde
no estés tú."

Fantástico. Quanto a "Fim", descobri-o não com 12 mas com 15/16 anos - e também me marcou muito (ou perturbou, não sei bem).

Abraço!

 
At 12:14 AM, Anonymous Diablilla said...

Preciosa poesía!!
Gracias por ponerla en castellano, es q en portugues me cuesta mucho!!
mil gracias!!

besitos

 
At 12:28 AM, Blogger Betty Branco Martins said...

Olá Mixtu

Poesia rio que corre na alma...

"Poeta de sensibilidade multifacetada, Mário de Sá-Carneiro foi essencialmente um esteta. A beleza não era para si um conceito da sua inteligência, antes um inclinação inequívoca do seu temperamento. Muito mais do que uma idéia ela era, por isso, uma força. Ousando 'correr o risco de encarnar a imaginação na vida', o poeta, através dos seus 'olhos audazes de beleza', nunca 'viu' a atividade literária como um mero instrumento ou sequer uma profissão mas sim como um ideal que sempre ambicionou, exigiu e colocou acima de tudo. Neste sentido, o seu poetar é a expressão translúcida da sua própria vida, e esta, inteiramente e só 'um cântico de beleza' cantado até à morte".

Um pequeno excerto do poema:

"UM ESPANHOL
FALA DA SUA TERRA"

Eles, os vencedores,
Os Cains sempiternos,
De tudo me arrancaram,
Deixando-me o desterro.

Uma divina mão
Tua terra em mim ergueu
E ali a voz mandou
Falar o teu silêncio.

(LUIS CERNUDA)


Parabéns pelo post, Mixtu

Beijinhos

Bfs

 
At 12:28 AM, Blogger Mary Carmen San Vicente said...

Mixtu, me encanta pensar que la distancia en este mundo virtual no existe y me permite llegar hasta tu espacio.

GRACIAS !

Beijos

 
At 12:31 AM, Blogger sunshine said...

gostei mto. adorei o poema tb... sera que posso dizer q tive a honra de te introduzir a Cernuda, mmo que por acaso? ;) Beijo

 
At 12:52 AM, Blogger Ni said...

Quase

Um pouco mais de sol - eu era brasa.
Um pouco mais de azul - eu era além.
Para atingir, faltou-me um golpe de asa...
Se ao menos eu permanecesse aquém...

...

Num ímpeto difuso de quebranto,
Tudo encetei e nada possuí...
Hoje, de mim, só resta o desencanto
Das coisas que beijei mas não vivi...

Mário de Sá-Carneiro

.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.

Um pouco mais de tudo - e eu era um (início de) mundo...
Um pouco mais de nada - e eu invertia o tempo...
Paro na linha do horizonte e solto o meu olhar, bem fundo...
Mergulho nas águas do que passou e recolho o lamento.

Ni*

 
At 12:53 AM, Blogger mixtu said...

Maria:
Entonces…
Incondicional:
Beijos,
Saltapocinhas:
Professora, espero não estar na sua lista : )
Graça:
Claro que sim, alguns até vão aí,
M&A:
Burro a pinotes…
Palabras:
A Ibiza con Incondicional e usted también,
Bravo:
Bienvenido…
Diabilla:
O que Mixtu non hace pela cor celeste : )
Betty:
Tal como no post de Neruda e Pessoa, pretendia que se falasse de poesia e foi isso que fizestes, bem-haja… Carneiro é o meu poeta… e não acrescento mais neste comment para não errar perante os teus conhecimentos...e desculpa... não tenho podido ir visitar-te
Mary Carmen:
E que tal a viaje, buena, puerto seguro?
Sunshine:
Não tenhas a menor dúvida…

 
At 12:59 AM, Blogger damadespadas said...

Quando li o lindo poema de Luis Cernuda´lembrei - me logo deste de uma grande poetisa portuguesa, pois penso que tem tudo a ver:

Sem ti

"Não quero viver
sem ti
mais nenhum tempo

Nem sequer um segundo
do teu sono

Encostar-me toda a ti eu não invento
Tu és a minha vida o tempo todo."

Maria Teresa Horta

Quanto ao de Sá - Carneiro reli - o há pouco tempo e sempre achei esse poema demais, porque quando morrer também gostava que se despedissem de mim assim: "Chamem palhaços e acrobatas"...e poetas se fôr possível.
Um beijo luso

 
At 1:25 AM, Blogger Joana said...

Mixtu,

As borboletas dão sorte, quando alguém as vê! Pelo menos eu penso assim. Espero que as minha borboletas te tragam e muita...olha quem sabe o euromilhões da próxima semana! Hehehe.

Deixo-te Mário de Sá Carneiro [uma vez que há patrocínio...também quero contribuir!]

"Caranquejola

Ah, que me metam entre cobertores,
E não me façam mais nada!...
Que a porta do meu quarto fique para sempre fechada,
Que não se abra mesmo para ti se tu lá fores! "

Beijo grande.

 
At 1:27 AM, Blogger naoseiquenome usar said...

ninguém é a vida de ninguém o tempo todo. mesmo se o ensaista o tenha dito.
um beijo

 
At 1:27 AM, Blogger Joana said...

Desculpa...[não quero estar a ser chata, mas esqueci-me de um P.S., não estou assim tão mal, mas os cobertores já sabiam bem! ;)
Mas aparece, não te vou fechar a porta!

Beijo

 
At 3:07 AM, Blogger Mac Adriano said...

Por acaso vem a calhar, que acho que fico mesmo bem por baixo desta menina. Então agora deu-te para a paixão poética, desde que te encontras com enfermeiras.

 
At 4:31 AM, Blogger Masgorellie said...

bonito poema, pero aplicado a que circunstancia, lo publicas ?
andas deprimido tu ?
o sea, que ondas.

 
At 10:27 AM, Blogger Nuno Marques said...

Bom dia e Bom fim-de-semana...

Permitam-me que partilhe este poema de Bertold Brecht.

"O Vosso tanque General, é um carro forte
Derruba uma floresta esmaga cem
Homens,
Mas tem um defeito
- Precisa de um motorista

O vosso bombardeiro, general
É poderoso:
Voa mais depressa que a tempestade
E transporta mais carga que um elefante
Mas tem um defeito
- Precisa de um piloto.

O homem, meu general, é muito útil:
Sabe voar, e sabe matar
Mas tem um defeito
- Sabe pensar"

hasta siempre

 
At 10:46 AM, Blogger Colombine said...

Desde hace mucho me acompaña Cernuda , en especial su libro Ocnos, en el que recrea años de infancia y de juventud en la ciudad que es también la mía .

En su texto "Poesía" dice de ella que es " el poder mágico que consuela de la vida ". Me gusta esa definición .

Besos (beijos) y gracias por tus visitas.

 
At 11:59 AM, Anonymous el guardiam said...

importante familiarizar as pessoas com poesia...boa iniciativa.

 
At 12:20 PM, Blogger C@rpe Diem said...

Que bello poema Mixtu... gracias por el post amigo ;)

Un besito y que tengas un bun fin de semana
azzura

 
At 12:59 PM, Blogger mixtu said...

Ni:
sra. Professora,
Lindas palavras, sentimentos,
um pouco… é muito,
não me vou alongar para não errar, :)
Dama:
Excelente escolha, e sabes que mais, vou falar aos ministério da cultura para também te financiarem,
Joana:
Obrigado pelo poema, pois… não jogo, diz o meu pai que só sai a quem precisa, : ), fecha sempre as portas : )
Não sei:
Toda a razão do mundo, beijinhos,
Macaco:
Este blog é todo de poesia, poesia é amor,
Magorellie:
Hombre, compañero…
Nuno:
Não conhecia esse poema, o pensar…
Colombine:
Bienveneida, gracias,
El Guardiam:
Uma cidadela de poesia,
Azzura:
Grande fim de semana, até já, amiga,

 
At 1:35 PM, Blogger sonia r. said...

Com tanta escrita, inútil, valerá a pena escrever?
Bom fim de semana.

 
At 1:37 PM, Blogger Burbuja said...

Muchas gracias por el homenaje al poeta español. Yo soy más de Lorca. Pero me gusta.

Besos

 
At 1:49 PM, Blogger Eli said...

Hi!

Pessoa será sempre para mim, O POETA!

:)

 
At 1:57 PM, Blogger spartakus said...

Essa do C fika para ti...LOL!!! Mas podemos falar um dia destes de poesia árabe. Eu tenho trabalhado muito, por exemplo, sobre os textos de Ibn Qassi. ( Não necessáriamente só ou apenas um poeta. Muito mais do que isso...) Abraços.

 
At 3:54 PM, Blogger Joana said...

Não preciso de fechar a porta. Tenho uma menina linda que me guarda. Passa por lá para veres! ;)

beijo

 
At 4:35 PM, Blogger chesa said...

Me encanta Cernuda....
Aunque tengo que confesar
que soy mas de Lorca...
Gracias por pasar por mi blog.
Un beso.

 
At 5:12 PM, Blogger MariKato said...

Oi. Voce deixou um comentario no meu blog, queria um mapa astral?

Beijos

 
At 5:26 PM, Anonymous Trini said...

Cernuda es uno de los poetas que me hizo amar la poesía. Me siento orgullosa de que sea mi paisano. El poema que prefiero de él es "Te quiero"
De Carneiro he de decir que no he leído nada, será cuestión de hacerlo.

Un saludo

 
At 5:27 PM, Blogger vadiano said...

quer dizer k a vontade do poeta nao foi cumprida?

 
At 5:31 PM, Blogger marco said...

nao conheço esse senhor..mas parece ter sido bom homem

 
At 5:57 PM, Blogger Silvia said...

Sempre achei que os poemas escritos em Espanhol soam mais bonitos...

 
At 6:47 PM, Blogger Pau said...

This comment has been removed by a blog administrator.

 
At 6:47 PM, Blogger Pau said...

Aunque me encanta el portugués debo admitir que me encantó encontrar algo en español jeje
Muy lindo el poema...Habrá que leer más del autor...

Gracias por tu visita al blog y ojalá tengas razón...

Besos!!

 
At 7:12 PM, Blogger mixtu said...

Safo:
Perdoo-te porque és bonita :)
Burbuja:
Lorca será lo próximo, saludos
Eli:
Poeta já falado…
Spartakus:
Aí está Ibn Qassi, o príncipe de Mértola e não só, estava eu montado no cavalo com ele (numa estátua) quando chegou a G.N.R., fui até à esquadra, não por estar sobre o cavalo mas porque fui interrompido por 2 “cavalos” :_), qualquer dia faço um post sobre isso, na expo o pavilhão da Arábia Saudita ofereceu-me o alcorão… e adoro Al Musd, historiador do séc. XII (?), foi à China e considerou-a uma civilização avançada, mas pouco higiènica, limpavam o rabo depois de obrar, mas não o lavavam, estás a ver porque há tantos desertos nos países árabes? : )
Joana Mariposa:
Asi quedo mas descansado… : )
Chesa:
Lorca será lo próximo….
Marikato:
Faz aí o meu mapa astral…
Trini:
"Te quiero", muy bonito, saludos
Vadiani:
Não… : )
Marco:
Bienvenido

 
At 8:20 PM, Blogger tiny*glowing*fairy said...

por alguna razon tengo un profundo lazo con la poesia,
mi abuelo escribia muchos poemas a mi abuela,
mi mama escribe tambien poemas..
a mi me encantan las palabras escritas por mentes abiertas a sus pensamientos..

espero poder aprender mas idiomas..
lo hare.

 
At 8:37 PM, Blogger Lila Magritte said...

Como siempre vengo de visita a buscar poesìa y me voy feliz.
Gostei muito.
Beijos

 
At 9:12 PM, Anonymous pensadora said...

Bomnito poema e poetas bem escolhidos eu quando morrer não quero burro...nem cavalo quero apenas ser cremada e atirada ao mar...
para descansar em paz!
pensdaora

 
At 9:16 PM, Blogger spartakus said...

Caro Mixtu. O teu humor islamófobo, em tons pseudo libertários, não me cativa. Como não me cativa a arábia saudita dos saud. Ando por outros lados do Islão. Não árabe e não sunita. Já agora: a Safo é bonita mas não precisa do teu perdão. Não sejas pretencioso...LOL!!! Salam.

 
At 10:32 PM, Blogger Masgorellie said...

Mixtu: amigo como te va ? bien, great, Cernuda, muy bueno, aqui no lo conocia, al menos yo, gracias eres una buena persona.
saludos afectuosos, desde el desierto de Sonora
.

 
At 11:02 PM, Blogger M&A said...

Desculpem mas as fotografias não favoreceram os poetas, já venho.

 
At 11:16 PM, Blogger sensual said...

Boa noite poesia, nem só de poesia vive o homem :D)

 
At 11:17 PM, Blogger sensual said...

Não fis de propósito ter ficado com o comentário 69 :D) dahhhhh

 
At 11:17 PM, Blogger Poemas e Cotidiano said...

Mixtu,
Como poeta, adoro poesias, e diversificacoes.
Simplemente, AMEI essa poesia...e esse fim....ah que lindoooo!

"¿Y mi vida?
Dime, mi vida,
¿qué es,
si no eres tú?

Parabens pela escolha! E imagino que o livro deva ser lindo!
Adoro ver estilos diferentes. Essa eh assertiva, mas chorosa. Como gosto.
Um beijo, otimo fim de semana.
Mary

 
At 11:21 PM, Blogger mixtu said...

Sílvia:
Os poemas na língua de Cervantes têm um outro brilho,
Pau:
Habrá que leer más del autor, si tengo razón : )
Tiny:
Una familia de poetas, besos
Lila:
“me voy feliz”, yo, me quedo feliz,
Pensadora:
Seja feita a tua vontade, : )
Spartakus:
Que Allah, O Misericordioso e Compassivo esteja contigo
Eu, simples blogare, porque conhecedor do livro, também espero que os seus seguidores sejam compassivos…,
por acaso eles nunca leram essa parte, que fala do povo que também conhece o livro e por isso se deve respeitar como fizeram os seus antepassados, nomeadamente na península,
bom, daqui a nada a blogo xiita vem visitar o Mixtu, que venham por bem, principalmente burkas :)
Salam.
Magorellie:
Cernuda a vivido en México, jurista, poeta, pero México es grande…
M&A:
As fotografias também são arte,
Sensual:
E nem só de pão
Mary:
Obrigado pelas tuas, sempre, doces palavras,

 
At 11:25 PM, Blogger Lagoa_Azul said...

Ai, ai que agora me deixaste sem palavras, que dizer da poesia..............(isto sou eu a pensar)................(e continuo a pensar)............( e ainda estou a pensar).............poesia palavras mágicas que se formam na mente, saltam do coração, se derramam pelos dedos, e aparecem sublimes na alma de quem le...

Bom fim de semana, beijos com carinho.

 
At 12:27 AM, Blogger toshiro said...

Genial Cernuda, “si el hombre pudiera decir”…
Un abrazo.

 
At 1:56 AM, Blogger naoseiquenome usar said...

"(..)Aonde irei neste sem-fim perdido,

Neste mar oco de certezas mortas? —

Fingidas, afinal, todas as portas

Que no dique julguei ter construído..."

...
Apesar de preferir os ensaios.
Um beijo

 
At 2:34 AM, Blogger blue note said...

Quanta audiência...distraio-me e...
brinco porque és muito bem disposto e isso por vezes não é habitual nestas paragens...
Mário Sá Carneiro sempre
"Eu não sou eu nem o outro
sou qualquer coisa de intermédio
pilar da ponte do tédio
que vai de mim para o outro"

beijo e valeu a sugestão

 
At 5:33 AM, Blogger Olie said...

Hola Mixtu:

Ambos, muy buenos.

Un abrazo desde Chile:

Olie

 
At 8:28 AM, Anonymous Corazón... said...

Un placer visitarte :)

Gracias por compartir estos bellos poemas, me encantan :)

;o)

 
At 9:55 AM, Blogger Rosmaninho said...

Mixtu
Só pouco antes da meia noite é que reparei, aqui, na tua sugestão... poesia árabe nos Jasmins frescos...
Corei, meio envergonhada, com o que li... O que lá se encontra, por enquanto, são poemas de um só rei... Al-Mu'tamid ( Sec XI ) que amou a minha cidade e nela viveu.
Não tenho pretensões de lá colocar outra poesia árabe... Gosto da poesia deste poeta, príncipe, rei, prisioneiro que também amou Sevilha...( por aqui passam muitas espanholas ) ;):).
Deixo-te (vos) esta sugestão: http://blogal.blogspot.com/, onde poderás (ão) saber mais de poesia árabe e até mesmo... ouvi-la, é de um amigo e colega meu.
Um beijo

 
At 11:45 AM, Blogger lena said...

dois poetas que admiro e como me sinto bem dentro da poesia, saboreando cada verso

Adoro ler Luís Cernuna, deixo-te um poema dele traduzido:

Deixai-me só

Uma verdade é cor de cinza,
Outra verdade é cor de planeta;
Mas todas as verdades, desde o solo até ao solo,
Não valem a verdade sem cor de verdades,
A verdade ignorante de como o homem costuma
encarnar-se na neve.

Enquanto à mentira, basta dizer-lhe "quero"
Para que brote entre as pedras
Sua flor, que em vez de folhas luz beijos
Espinhos em lugar de espinhos.

A verdade, a mentira,
Como lábios azuis,
Uma diz, outra diz;
Mas nunca pronunciam verdades ou mentiras seu
segredo torcido;
Verdades ou mentiras
São pássaros que emigram quando os olhos morrem.

Luis Cernuda

um bom domindo e beijinhos meus, obrigada por os teres partilhado

lena

 
At 1:59 PM, Blogger Paitoca said...

El amor es el tema preferido para la poesía... es mi tema favorito. Lo retomo en cada texto, intento dejarlo pero vuelve como bumerang y se entromete en mis versos. El amor y sus derivados... tristeza, desconcuelo, melancolía, incertidumbre, traición...

Gracias por tu visita!.

Un abrazo desde Chile.

 
At 2:10 PM, Blogger polittikus said...

Um grande poeta sem dúvida. Tenho pena que não seja mais divulgado...

 
At 2:19 PM, Blogger Sara MM said...

B E I J O S S S S S S S S S S

 
At 2:26 PM, Blogger mixtu said...

This comment has been removed by a blog administrator.

 
At 2:28 PM, Blogger mixtu said...

Lagoa Azul:
Sem palavras? Já vi que sim, mas eu não insisto… 
jinhos
Toshiro:
“si el hombre pudiera decir”
Saludos
Não sei…
Também gosto dos ensayos…
Jinhos
Linda Flor :)
…siempre, cabe sempre mais uma flor…
jinhos
Olie:
Muy Buenos…
Saludos
Corazón:
Ai se lo mi corazón hablasse…
Saludos
Rosmaninho de Silves:
Obrigado pela sugestão, e a família vem quer o vento seja de sul ou de norte…
Saludos, lena…
Palavras que escrevo:
Obrigado, era o pretendido, partilhar poesia nos comentários, muito obrigado…
Jinhos doces…
Paitoca:
El amor es el tema preferido para la poesía... es mi tema favorito también
Saludos desde Portugal para Chile que me encanta,,,
Polittikus:
Há que divulgar, incluíndo pelos politicos.
Sara MM:
Ah! Mulher coragem...
beijos do tamanho, deixa cá ver... de S. Domingos de Rana, vai à janela... outra avião...

 
At 2:52 PM, Blogger Rosmaninho said...

" Cai neve, cai neve...
Cai neve no jardim...
Branquinha cobre o chão
E então... tudo é branquinho assim!"
Desconheço o autor :):):):)

E por aí Mixtu? Também cai neve?
Em Pombal, Leiria, Tomar, Évora... (para não falar nos lugares habituais, mais a norte), já cai.
Aqui...já caiu!...Há muitos, muitos anos...:):):):) e hoje faz muito frio mas... já sonhei com ela e não é que "caiu"!;)

 
At 2:59 PM, Blogger nicinha said...

Olá! Vim só dizer que vou começar a decorar todos os artigos da constituição do burkina Faso. ;o)

 
At 3:25 PM, Blogger Baby said...

" Penso, logo existo!"
Mixtu, parabéns, foi o Post com mais comentários, que me foi dado visitar...Também, a frase que inseriste é profunda e dá que pensar...
Ainda bem que a minha é também a tua forma de amar...
Bjs dBaby

 
At 4:09 PM, Blogger Cafe com Limao said...

a loucura de sa carneiro é genial.....

 
At 4:55 PM, Blogger AZUL said...

Tudo um prazer acontecer com o aqui e ler estas maravilhas, Eu espero que sua semana seja igual de maravilhoso que seu blog.


MIl bikoss!

 
At 5:09 PM, Blogger Chary said...

HOla... gracias por tus visitas. No entiendo muy bien tu idioma, pero parece tan cálido que me gusta. Precioso el poema que nos has expuesto.
Besos!

 
At 5:35 PM, Blogger Laura said...

Excelente blog!
Gracias por visitarme y saludos desde Buenos Aires.

 
At 6:57 PM, Blogger bohemiamar said...

No sé si en Portugal no se mata al toro pero sé que hay toreros portugueses y público portugués en las plazas de toros acá en España. Es una vergüenza que nos divirtamos a costa de la tortura de los animales, toros, perros, gallos, etc., etc. Gracias por visitar mi blog, el tuyo me parece muy bonito. Ven cuando quieras. Un beso.
bohemiamar.

 
At 6:58 PM, Blogger a.v said...

encontrei boa poesia e só te posso dar os parabéns
se é para partilhar deixa ver se tenho algo que ainda me lembro
é grande mas foi um dos que gostei de Mário de Sá-Carneiro:


Eu queria ser mulher pra me poder estender
Ao lado dos meus amigos, nas banquettes dos cafés.
Eu queria ser mulher para poder estender
Pó de arroz pelo meu rosto, diante de todos, nos cafés.

Eu queria ser mulher pra não ter que pensar na vida
E conhecer muitos velhos a quem pedisse dinheiro -
Eu queria ser mulher para passar o dia inteiro
A falar de modas e a fazer "potins" - muito entretida.

Eu queria ser mulher para mexer nos meus seios
E aguçá-los ao espelho, antes de me deitar -
Eu queria ser mulher pra que me fossem bem estes enleios,
Que num homem, francamente, não se podem desculpar.

Eu queria ser mulher para ter muitos amantes
E enganá-los a todos - mesmo ao predilecto -
Como eu gostava de enganar o meu amante loiro, o mais esbelto,
Com um rapaz gordo e feio, de modos extravagantes...

Eu queria ser mulher para excitar quem me olhasse,
Eu queria ser mulher pra me poder recusar...

Ah, que te esquecesses sempre das horas
Polindo as unhas -
A impaciente das morbidezas louras
Enquanto ao espelho te compunhas...

A da pulseira duvidosa
A dos anéis de jade e enganos -
A dissoluta, a perigosa
A desvirgada aos sete anos...

O teu passado, sigilo morto,
Tu própria quasi o olvidaras -
Em névoa absorto
Tão espessamente o enredaras.

A vagas horas, no entretanto,
Certo sorriso te assomaria
Que em vez de encanto,
Medo faria.

E em teu pescoço
- Mel e alabastro -
Sombrio punhal deixara rasto
Num traço grosso.

A sonhadora arrependida
De que passados malefícios -
A mentirosa, a embebida
Em mil feitiços

Mário de Sá-Carneiro

beijos

 
At 7:02 PM, Blogger La Revolución de las Costillas said...

No conozco mucho de poesía, pero me ha encantado encontrar aquí un poco de español.
Lindo blog. Volveré.
Saudades!

 
At 7:04 PM, Blogger Maria said...

Olá olá

 
At 7:37 PM, Blogger chocoadicta said...

Soy más de prosa que de poesía pero me encanta la selección que haces en cada post...
Supongo que la belleza de la primera radica en su sencillez. Muy bonito post...como siempre.

 
At 8:01 PM, Blogger sensual said...

Só passei para desejar uma semana de poesia.

 
At 8:33 PM, Blogger segurademim said...

Poesia é sempre bem-vinda, boa escolha Mixtu!

Boa semana, beijo ;)

 
At 8:44 PM, Anonymous marcos said...

Hago un esfuerzo por escribirte en portugues,perdona mi gramatica jejeje,ahi te lo envio.:
Oi comentários de mixtu,tus são muito encorajando e objetivos,gracias,te admite para aquele leeo seu blogs procurando o post,pero lento novo diariamente em inmediatista de hacerlo.JEJEje,soy

 
At 8:59 PM, Blogger mixtu said...

Rosmaninho:
O sonho tornado realidade, eu posso estar errado, mas os teus sonhos realizam-se sempre, assim a vida deve ser chata : )
Nicinha:
Preciso saber quanto tempo demoras a decorar… : )
Baby:
Ainda bem que a minha é também a tua forma de amar, mas nã tens que decorar nada : ), bienvenida
Rita:
… genial, bienvenida
Azul:
Mil bikos, já ganhei o dia, bikos para a Galiza
Chary:
Bienvenida…
Laura:
Excelente es usted : )
Bohemiamar:
Ven cuando quieras…
A.V:
Continua a partilhar, era o que eu desejo, muito obrigado. Esse poema é dos meus favoritos…
Bienvenida.

 
At 9:24 PM, Blogger Nina said...

enaaaaaa 101 :) bom nº..

Passei para te desejar uma boa semana de trabalho :)

Beijinho

 
At 9:46 PM, Blogger online said...

Sou mais um que acredita na poesia!
A poesia= Sporting
Nunca vi nada mais belo :-)

 
At 9:54 PM, Blogger segurademim said...

Esta semana não me saiu o euromilhões, mas para a semana volto a tentar!!!

;)

 
At 10:16 PM, Blogger mixtu said...

La revolucion de las costillas
Volve…
Saludos e bienvenida…
Maria:
Olá, gosto do perna de pau, : )
Chocoadicta:
la belleza de la primera radica en su sencillez, sin duda,
saludos for United Kingdom,
Sensual:
Boa semana
Segura de mim:
Poesia…
Marcos:
Puedes escribir en español…
Nina:
… de trabalho :) ai, ai, estou tão doentinho : )
On line:
Tudo é poesia,
Segura:
Só sai a quem precisa… eu por exemplo não jogo,

 
At 10:30 PM, Blogger incondicional said...

Holaaaaaaaa, 104!!!!!
Un beso.

 
At 10:31 PM, Blogger Elipse said...

Virei sempre pela poesia. E pela qualidade.
Beijinho também para ti.

 
At 11:01 PM, Blogger TMara said...

bela dupla escolha. Viva apoesia e obrigada pelas dicas sobre poesia árabe. sabe-me smp bem. Sou 1/2 árabe como qq alentejana de cepa.Bjs de luz e paz

 
At 11:13 PM, Anonymous Alma said...

Es genial este hombre, siempre me ha gustado, rompiendo moldes y esquemas, libre en su poesía...
Cuídate, besos y un big abra:
Alma;) (f)

 
At 11:42 PM, Blogger antimater said...

passei os olhos pelo rol, de safo a alma.
Ficou-me uma dúvida:
Qual vem a ser a língua ce Cervantes?Provavelemente já nem existe... Existem traduções, algumas para castelhano...
Be, não sei, também eu nunca poderia dizer "a minha pátria é a língua de Cervantes". Nem eu nem ninguém.!!

Só retórica.
Só pra chatear.

.o)

 
At 11:47 PM, Blogger Pansy said...

Hola!
Vine a visitarte y me encuentro con este bello poema!!
Las puertas de mi casita siempre estan abiertas ... Vuelve cuando quieras

 
At 11:56 PM, Anonymous Jorge said...

el primero tiene una deidad hermosa.

un abrazo, exelente pagina

 
At 12:23 AM, Blogger Sol said...

bello
besazos¡¡¡

 
At 12:36 AM, Blogger palabraserrantes said...

Mixtu eres un sol, gracias por el mensaje.
Buena semana para vos también.

 
At 1:10 AM, Blogger Joana said...

Não resisti...envio-te as "Sete canções de declínio" de Sá Carneiro!

"Meu alvoroço de oiro e lua
Tinha por fim que transbordar...
- Caiu-me a Alma ao meio da rua,
E não a posso ir apanhar!"

Poesia com poesia se paga, não?

 
At 1:26 AM, Blogger mixtu said...

Incondicional:
Buenos sueños,
Elipse:
Bienvenida…
Tmara:
Ora um meia árabe,: )
Alma:
Genial, sin duda.
Al:
Adoro a tua retórica, que nunca te falte : ), no dia 9 vou para o Palácio de Belém, vou-te contratar.
Pansy:
Bienvenida. Las puertas de casita estan abiertas, pero yo … comprometido : )
Jorge:
Compañero, si…
Sol:
Besazos
Palabras errantes:
Eres un sol, yo, estás equivocada :)
Joana:
E não a posso ir apanhar, : )

Amigos, caminha, (com excepção dos amigos da América Latina),

 
At 2:26 AM, Blogger niza said...

hola mixtu, seleccionas muy bien tu poesia, =)

y no, ya no digo mentiras


muchos saludos

sigo leyendo....

 
At 3:52 AM, Blogger Poemas e Cotidiano said...

Oi Mixtu!
Passei para desejar-lhe uma otima semana!
Fico impressionada com o numero de suas visitas! (risos).
Acho que nem que meu Blog fizer 50 anos...vou ter esse numero por dia.
Um beijo meu amigo, e que voce Seja Feliz!
Mary

 
At 9:08 AM, Blogger Luz Dourada said...

Bom dia!

Fiquei agradávelmente surpreendida com a tua visita. Curiosa, vim logo a correr, ver o blog e gostei muito!Mário de Sá Carneiro também é uma das minha referências poéticas. Virei mais vezes...Sabes, por acaso, onde posso encontrar o livro do Daniel Filipe que contem "A Invenção do Amor"? Aliás acho que foi o único livro dele, mas em todas as livrarias que tenho entrado a procurar (Lisboa) ninguem sabe, nem tem. Não percebo como não o reeditam!Emprestei o que tinha e nunca mais me devolveram...

 
At 9:16 AM, Blogger Mónica said...

Do melhor...

Boa semana

:)

 
At 10:59 AM, Blogger Pata said...

Gostei da poesia...
o querer ir de burro" significa quiça o abandono daquilo que é material.

 
At 12:00 PM, Blogger Claudia Perotti said...

Bárbaro!
Excelente semana para ti!
Beijinhos

 
At 12:30 PM, Blogger Margarida Atheling said...

Muito bonitos! Mesmo que não sejam muito ortodoxos!

Beijinhos!

 
At 1:27 PM, Blogger francis said...

Esse poema (M.S.C.) assenta-me como uma luva. Ou com o um sapato (se tiver as unhas os pés cortadas :-)
Um abraço!

 
At 1:28 PM, Blogger Nina said...

Adorei!

Apesar da poesia de Mário de Sá Carneiro me parecer sempre um tanto quanto dramática... Mas é sempre linda, né??

Bejocas e lindo dia pra ti!!!

 
At 2:22 PM, Blogger Eva.M. said...

Hola Mixtu.
Gracias por tus visitas y comentarios.
Precioso poema, no lo conocía.
Un beso.

 
At 4:22 PM, Blogger Andrea Recol said...

Me parece que has triunfado en tu empeño de unir a dos países hermanos y vecinos a través de la poesía..Un beso poético.

 
At 5:26 PM, Blogger Isabel said...

olá mixtu,
vim só dar uma espreitadela...
bjs

 
At 5:37 PM, Blogger meiga said...

Saludos desde brujilandia!!!!
mil bicos

 
At 5:37 PM, Blogger meiga said...

Saludos desde brujilandia!!!!
mil bicos

 
At 5:40 PM, Blogger Rosmaninho said...

SUL

Tudo, ali, é simples e complexo: a luz,
a solidão, o olhar que se comove com o cair
da noite e com o nascer do dia; e, até,
os risos de mulheres que se ouvem desde longe,
trazidos pelo ar cuja transparência se sente
na própria respiração. No entanto, debruço-me
da varanda e dou por algo que se oculta,
para além dos muros e dos quintais, e chama
por mim sem que eu possa responder. Então,
volto para dentro; preparo o café; e
enquanto a água ferve o mistério desaparece,
inútil e excessivo, no início da tarde.
Nuno Júdice


Mixtu
"... a vida deve ser chata"... por os sonhos se realizarem!? Eu quero é que eles se realizem sempre e eu continuar a sonhar. Ora experimenta lá. Sonha mais... Deita-te mais cedo, "navegas muito" de madrugada. :):):)

 
At 5:43 PM, Blogger Flor said...

maravilha de poetas!
Bravo pela escolha
beijo doce

 
At 7:46 PM, Anonymous Credendo Vides said...

Preciosos poemas de grandes poetas. Supongo q es difícil comentar algo tan bello como Cernuda.
Saludos desde el Inframundo.

 
At 9:24 PM, Blogger Cruzeiro said...

Parabéns pela escolha dos poetas.
Este blog anda a ficar cada vez mais poliglota, até já se posta em espanhol...:)
Beijo

 
At 9:54 PM, Blogger angel said...

Dos grandes poetas, Cernuda es estupendo en este poema desalentador e intenso....Recorro yu espacio por vez primera....

Saludos

 
At 1:47 AM, Blogger X said...

Lamento dizer mas o Sá Carneiro era um palhaço. Como é que alguém pode elogiar um borrego que passou a merda da vida toda a enfardar bolinhos e vinho da Madeira na cama, enrolado num cobertor? Como se pode ter como modelo de vida alguém que nunca que viveu? qual a beleza de palavras que tentam representar emoções nunca vividas...
Abaixo a Esfinge Gorda.

Ps: E o rato de laboratório chamado F pessoa também

C
PS2: APESAR DE APARECER X EU NA REALIDADE OSU O C.

 
At 5:34 PM, Blogger AZUL said...

Esse poema do Cernuda e o mais bonito, esse que se condensa momentaneamente o que significa a pessoa que se ama.

Mil bikos.

 
At 10:27 AM, Anonymous Anonymous said...

***__*_**** ___________
____________**__**_____*
___________***_*__*_____*
__________****_____**___******
_________*****______**_*______** Ser feliz não é
________*****_______**________*_**
________*****_______*_______* ter uma vida perfeita;
________******_____*_______*
_________******____*______*Ser feliz é reconhecer
__________********_______*
__***_________**______** que vale a pena viver
*******__________**
_*******_________* apesar de todos os
__******_________*_*
___***___*_______** desafios e perdas.
___________*_____*__*
_______****_*___* Ser feliz é deixar
_____******__*_**
____*******___** de ser vitima dos problemas
____*****______*
____**_________*e se tornar autor
_____*_________*
_____________*_*da própria história
______________**
______________*
Ser feliz é uma conquista e não obra do acaso...

 
At 4:15 PM, Anonymous Anonymous said...

WOWWW, Vaya sección de poesía no?, me imagino que para participar "humildemente" aqui, irás renovando a menudo en esta parte nuevas poesías no?. Pessoa formidable, el último de nina bien bonito. Mixtu, que es lo que te gusta a ti tanto de la poesía?.Te dejo unas palabras, un poema de mi admirado Oscar Wilde, más dominador de la gran narrativa, pero cuyo lado poético, no se queda atrás tampoco. Te dejo este pasaje de su obra "La Balada en la Cácer de Reading",Espero que te guste:

" Sólo sabía que idea obsesiva apresuraba su paso, y por qué miraba al día deslumbrante con tan ávidos ojos; aquel hombre había matado lo que amaba, y por eso iba a morir. Aunque todos los hombres matan lo que aman, que lo oiga todo el mundo, unos lo hacen con una mirada amarga, otros con una palabra zalamera; el cobarde con un beso, ¡el valiente con una espada!.

Unos matan su amor cuando son jóvenes, y otros cuando son viejos; unos lo ahogan con manos de lujúria, otros con manos de oro; el más piadoso usa un cuchillo, pues así el muerto se enfría antes. Unos aman muy poco, otros demasiado, algunos venden, y otros compran; unos dan muerte con muchas lágrimas y otros sin un suspiro: pero aunque todos los hombres matan lo que aman, no todos deben morir por ello."

BESITOS MIXTU

 
At 9:22 PM, Anonymous Anonymous said...

Keep up the good work » »

 

Post a Comment

<< Home

António Vega-Lucha de gigantes

_______________________________________________25.000 visitantes (Anterior counter),
ecoestadistica.com